big_bang_theory_love_spell_potential

O elenco da comédia #1 dos EUA estão prestes a engordarem suas contas bancárias. Jim Parsons, Johnny Galecki e Kaley Cuoco, de The Big Bang Theory, estão em processo de negociação de seus contratos com a Warner Bros. Television (que é quem produz a série para a CBS) e, consequentemente, um aumento dos seus salários na série.

A notícia chega logo após as coadjuvantes Mayim Bialik e Melissa Rauch fecharem acordos com a WB para garantir a sua presença na série por mais temporadas (na hipótese da série ser renovada, algo que, convenhamos, não será muito difícil de acontecer), com aumentos de seus respectivos salários.

Segundo as fontes do The Hollywood Reporter, Parsons, Galecki e Cuoco pretendem negociar suas renovações em conjunto, assim como eles fizeram em 2010. E, com essa estratégia (que não é nova: o elenco de Friends usou a tática nas últimas quatro temporadas da série), eles pretendem elevar os seus respectivos salários dos US$ 325 mil por episódio para cada um, para o valor de US$ 1 milhão por episódio. Cada.

Simon Helberg e Kunal Nayyar, também estão em processo de negociação conjunta, visando aumentos de salários

Os novos acordos para Bialik e Rauch, que inciaram como recorrentes e depois se tornaram do elenco fixo, resultaram em um salário que saiu de US$ 60 mil por episódio para US$ 100 mil por episódio, até o final dos novos contratos.

A Warner Bros. Television se recusa a comentar os rumores.

Vale lembrar que a CBS renovou The Big Bang Theory até a sétima temporada (que estreia na semana que vem nos Estados Unidos). A série está mais uma vez indicada à Melhor Série de Comédia no Emmy Awards desse ano, com Parsons disputando de novo na categoria de Melhor Ator de comédia (já venceu nessa categoria uma vez).

Além disso, The Big Bang Theory se tornou série de Syndication, e será exibida pelo canal TBS em reprises das temporadas anteriores, e conseguiu se consolidar como a comédia de maior audiência nos EUA, batendo Modern Family (ABC) na audiência geral, e na demo 18-49 anos.

Via THR