O mundo do entretenimento está de luto. A lendária atriz, cantora e entertainer Doris Day faleceu hoje (13), aos 97 anos. As causas da morte estão relacionadas às complicações de um quadro de pneumonia.

Doris Day foi uma referência em Hollywood, como atriz, cantora e ativista dos direitos dos animais. Na TV, foi a protagonista da sitcom The Doris Day Show (CBS), que durou cinco temporadas (entre 1968 e 1973), recebendo uma encomenda total de 128 episódios.

No cinema, Doris Day foi indicada para um Oscar por sua primeira atuação na grande tela, em Pillow Talk (1959). Sua carreira no cinema continuou com sucesso na década de 1960, com filmes como Lover Come Back, That Touch of Mink, The Thrill of It All, Send Me No Flowers e Move Over, Darling.

Em 1989, Doris Day recebeu o Cecil B. DeMille Award pelo conjunto de sua obra na 46a edição anual do Globo de Ouro. Desde então, ela se manteve afastada do show business.

Na música, Doris Day iniciou a sua carreira como uma cantora de big bands. O seu maior sucesso na indústria fonográfica foi em 1945, com Sentimental Journey, onde ela foi acompanhada da banda Les Brown and His Band of Renown. Sua carreira musical é composta por 20 álbuns de estúdio, onde o último disco foi lançado em 2011 (My Heart), e é composto de material inédito não aproveitado de outros trabalhos.

Em 2009, Day recebeu um Grammy pelo conjunto de sua obra. Três de suas canções foram indicadas ao Hall da Fama do Grammy: Sentimental Jorney, Secret Love e Que Sera, Sera (Whatever Will Be, Will Be).

Doris Day é uma lenda, e agora se eterniza. O mundo do entretenimento perde uma de suas mais emblemáticas personalidades, que certamente passa a ser referência por mostrar um trabalho alinhado com a sua latinidade, sensibilidade e talento. Vai fazer falta para todos que apreciam um trabalho artístico de qualidade.

 

 

Via ABC News

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui