Disjointed, nova série de Chuck Lorre e David Javerbaum para a Netflix, é uma comédia protagonizada por Kathy Bates, bem no estilo “quero matar meu tempo e dar algumas risadas sem compromisso”.

Em formato de sitcom clássica, é absurda, descomplicada e com extremos experimentais que chegam a surpreender.

Disjointed mostra a vida de Ruth Whitefeather Feldman (Bates), que é dona de um dispensário de marijuana na Califórnia. Sua vida como ativista na década de 1960 não a permite ver seu estabelecimento como uma empresa. Ela lucra com o romantismo de ver seu dispensário como um local de cura.

Ao longo de 10 episódios, descobrimos em Ruth uma personagem divertida e irreverente, conhecemos as motivações dos demais personagens em trabalhar com Ruth (fumar marijuana), e como todos eles enfrentam a vida de frente.

 

 

Não é uma comédia profunda, mas tem os seus momentos cativantes. E hilariantes também. Ao longo dos episódios, vemos pequenos comerciais fictícios e absurdos em torno do produto que eles comercializam.

Travis, filho de Ruth, mostra o lado empreendedor, que quer melhorar a “empresa” de sua mãe, querendo franqueá-la. Obviamente, o conflito de Travis será aprender com sua mãe e por si que a vida não é o que lhe explicaram no colégio.

Por outro lado, Carter, o guarda de segurança, conhecemos outra faceta de Disjointed: suas animações. Ele foi um soldado da guerra do Iraque, e sofre de estresse pós-traumático.

Seus pensamentos mais abstratos e sentimentos mais ocultos, com curtas animados. Com isso, a identificação com esse personagem é muito mais fácil.

Os clientes de Ruth são um capítulo a parte. Todos muito diferentes, e que frequentam o local por motivos diferentes. Mas todos querendo comprar maconha. O casal de bêbados Dabbie e Dank são apenas um dos diversos lados do mundo da cannabis.

 

 

Os demais personagens da série também agregam as suas próprias problemáticas, que acabam sendo solucionadas com a ajuda de Ruth, de seus amigos, e da marijuana. Apesar de não ser um elemento imprescindível para o humor, ao menos levanta duas ou três ideias interessantes para as piadas.

Disjointed é aquela comédia para você terminar um dia difícil. Por Kathy Bates, vale a pena ao menos tentar. Com uma temporada com apenas 10 episódios, não deve ser muito dolorido para quem está disposto.