O diretor James Toback é acusado por 38 mulheres de assédio sexual. Os casos teriam ocorrido durante a década de 1980, e foram denunciados em matéria publicada no Los Angeles Times em 22 de outubro.

As vítimas deram ao jornal entrevistas independentes acusando o diretor indicado ao Oscar pelo roteiro de Bugsy (1991) de convidá-las para um quarto de hotel para ver o trailer de um filme ou para um parque público com o pretexto que era uma entrevista ou audição, mas que terminavam sendo os cenários para o assédio sexual.

Nessas reuniões, o diretor de 72 anos teria feito suas investidas, com perguntas pessoas e inapropriadas. Por fim ele dizia que não funcionava direito ao menos que se masturbasse várias vezes por dia, e logo se roçava nelas ou se masturbava diante delas, deixando os resíduos em suas calças ou corpos.

Todas as entrevistadas ou eram contratadas por Toback ou foram vistas nas ruas. As faixas etárias na época viravam entre 20 e 38 anos. Na lista de vítimas, temos as atrizes Adrienne LaValley, Terri Conn e Starr Rinaldi, além da guitarrista e vocalista da banda Veruca Salt, Louise Post, e a repórter de uma rádio de Los Angeles, Anna Scott.

Tal e como normalmente acontece, nenhuma das vítimas procurou a polícia na época.

Toback negou todas as acusações, e afirma que ou não conhece algumas das vítimas, ou se as viu foi por, no máximo, cinco minutos, e não se lembra delas. Além disso, afirma que ele foi biologicamente impossibilitado de ter tal comportamento nos últimos 22 anos, por conta de sua diabetes e seus problemas cardíacos.

 

Via LA Times