John Wick, sem fazer muito barulho, alcançou uma trilogia. O thriller de ação selvagem com lutas coreografadas à moda antiga ofereceu nos dois primeiros filmes uma evolução lógica, em um filme ultra-estilizado, auto-consciente e abraçando o lema do “quanto maior, melhor”.

Chad Stahelski já trabalha no roteiro do terceiro filme, que recebeu uma data de estreia: 17 de maio de 2019.

Só então veremos como John Wick resolveu a sua complicada situação. O terceiro filme deve explorar de forma mais detalhada a figura de assassino do seu protagonista, dando novas pistas sobre o seu passado e esclarecendo como ele se transformou nessa máquina de matar que conhecemos hoje.

Além de concluir a trilogia, a Lionsgate pensa no salto do universo Wick para a TV com The Continental, série criada no hotel e sede central do submundo dos assassinos da saga, e Ballerina, spin-off da franquia focado em uma mulher criada e treinada para ser uma assassina de elite, buscando vingança contra aqueles que destruíram sua família.

E os US$ 260 milhões arrecadados pelos dois filmes garantem a continuação da franquia, o que é uma boa notícia para os fãs de filmes de ação.