Recentemente, foram realizadas denúncias de prática de abusos verbais contra várias mulheres nos sets de Stranger Things (Netflix). Quem acusa é Peyton Brown, funcionária do departamento de câmeras (via Instagram), afirmando que ela não participaria da terceira temporada da série para apoiar as companheiras de trabalho que sofreram tal tratamento.

Os irmãos Duffer decidiram responder às acusações:

 

“Nos sentimos muito mal em saber que alguém se sentiu incômodo no nosso set. Acreditamos que é importante não descrevê-lo de forma errada, porque nós defendemos com firmeza o tratamento igual a todos, independente do gênero, orientação, raça, religião ou qualquer outra coisa. Estamos totalmente comprometidos em dotar de um espaço de trabalho seguro e colaborativo a todos em nossas produções.”

 

Brown não citou nomes, mas na mensagem original (que foi apagada e substituída por uma segunda versão, com vários detalhes eliminados) ela cita que houveram gritos, insultos e até ameaças que levaram à demissão de várias pessoas. Já a Netflix questionou sobre o ocorrido, mas sua investigação interna concluiu que ninguém sofreu qualquer tipo de abuso.

Resta saber se isso vai afetar a imagem de Stranger Things, que só volta ao ar em 2019. Muito provavelmente o caso (sem fundamento) deve cair no esquecimento.

 

Via Variety