carrie fisher

Décadas antes do escândalo de Harvey Weinstein tomar de assalto a indústria do cinema, a atriz Carrie Fisher passou por um episódio de assédio semelhante.

De acordo com a sua amiga Heater Robinson em entrevista, a intérprete da Princesa Leia conseguiu que um alto executivo da Sony deixasse de assediar as mulheres com quem trabalhava.

Como?

Depois de saber que Robinson havia sofrido assédio por parte desse executivo, Fisher interveio, enviando uma mensagem que dizia que “acabava de fazer uma visita aos estúdios da Sony”, com uma língua de vaca envolta em uma caixa da Tiffany & Co, destinada ao produtor.

Assim, Fisher avisou ao executivo que, se não deixasse de assediar sua amiga ou outras mulheres, “a próxima entrega seria algo seu, dentro de uma caixa ainda menor”.

Carrie Fisher faleceu no final de 2016, após sofrer um ataque cardíaco durante um voo entre Londres e Los Angeles. Ela está confirmada em Star Wars: Os Últimos Jedi, filme que estreia em dezembro.

Harvey Weinstein foi denunciado por vários casos de assédio sexual, depois que o The New York Times revelou a prátia, que era mantida em segredo em Hollywood. Os delitos supostamente cometidos por ele teriam sido encobertos por atores como Matt Damon, Ben Affleck e Russell Crowe.

Já astros como George Clooney, Quentin Tarantino e Seth MacFarlane denunciaram no passado ou presente o seu comportamento.

 

Via MixFM