Agora é oficial: com Mulher-Maravilha 2 confirmado, a Warner fechou o acordo com a diretora Patty Jenkins que, ao aceitar projeto, se torna a diretora mais bem paga da história do cinema.

Jenkins vai cobrar entre US$ 7 milhões e US$ 9 milhões, além de uma porcentagem da bilheteria (tão logo os custos de produção sejam pagos).

É um notável aumento para Jenkins, que entrou no projeto de Mulher-Maravilha para substituir Michelle McLaren, cobrando apenas US$ 1 milhão pelo seu trabalho.

 

 

O novo contrato prevê que Jenkins será produtora e roteirista do segundo filme, tarefas que ela não exerceu no primeiro filme. Vários outros profissionais ajudaram nesse primeiro projeto (entre eles, Zack Snyder), mas só Allan Heinberg foi creditado como autor do roteiro final.

Ao que parece, ela já começou a trabalhar no roteiro de Mulher-Maravilha 2, com a colaboração de Geoff Johns (chefe da DC Films, que também ajudou Ben Affleck no recusado roteiro de The Batman).

Por enquanto, apenas Gal Gadot está confirmado no segundo filme, que tem previsão de estreia para dezembro de 2019.

 

Via THR