Será que estamos preparados para isso? Não seria melhor uma temporada mais curta? Será que vai ser tão boa assim uma experiência interativa de Black Mirror?

As especulações sobre Black Mirror: Bandersnatch só aumentam. Durante as últimas semanas, muitos dados vazaram sobre essa surpresa que a Netflix preparou. Agora, nós sabemos que o projeto será um filme (teoricamente) quase infinito.

Por partes, como diria o Jack (o Estuprador, e não o Jack Bauer… se bem que o Jack Bauer andou separando pedaços de corpos em algumas oportunidades ao longo das temporadas de 24 Horas).

Um imprudente Community Manager publicou de forma inadvertida a data de lançamento do filme: 28 de dezembro de 2018. O conteúdo foi imediatamente excluído, mas a internet é implacável: uma vez que caiu na web, não tem mais volta, e prints de tela podem ser registrados em uma velocidade impressionante.

Nos últimos dias, o boato sobre o filme voltou através de um artigo da Forbes, onde Black Mirror: Bandersnatch foi confirmado como um filme original da Netflix.

No passado, houveram rumores de que a quinta temporada de Black Mirror teria episódios interativos. Mas agora tudo aponta para o que é realmente o projeto: um filme interativo.

 

 

Um novo vazamento publicado pela Esquire afirma que Black Mirror: Bandersnatch teria 90 minutos de duração Mas na verdade, as histórias escolhidas acumulam um total de mais de cinco horas.

A matéria até fala sobre alguns detalhes gerais da trama, comentando que a história aconteceria durante os anos 80.

“Um jovem programador transforma um romance de fantasia em um videogame. Porém, em breve, a realidade e o mundo virtual se misturam e começam a confundir o nosso protagonista”.

Os fãs mais dedicados à Black Mirror descobriram que em um episódio da terceira temporada (Playtest), Bandersnatch é exibido na capa de uma revista como um videogame.

Dito tudo isso, veja abaixo o primeiro trailer oficial do filme.

 

 

Via Esquire