O destaque desse post não poderia ser outro: o final da primeira temporada do muito bem sucedido fenômeno (inesperado, por assim dizer) chamado The Masked Singer.

 

 

FOX

O final da primeira temporada de The Masked Singer em episódio duplo (10 milhões/3.1) ganhou 12% e 15% nas respectivas métricas, registrando a maior audiência histórica do programa na sua primeira hora. E quebrou esse recorde na segunda hora (11.5 milhões/3.6).

Em resumo: The Masked Singer foi uma aposta muito acertada da Fox, e que deve render bastante no futuro. De forma quase surpreendente para mim, confesso.

 

 

CBS

Survivor (7.1 milhões/1.5) e World’s Best (2.7 milhões/0.5) perderam um décimo cada.

Perder um décimo para um final de temporada de um reality que é exibido ao vivo não é uma grande perda. O problema é quando o seu programa não alcança a casa dos 1.0 na demo, não é mesmo, World’s Best?

 

 

NBC

Chicago Med (8.4 milhões/1.2) e Chicago Fire (8.2 milhões/1.2) ganharam um décimo cada, enquanto que Chicago P.D. (7.1 milhões/1.1) perdeu 20% e três décimos em comparação ao episódio anterior (que foi de crossover).

Vale a pena lembrar que todas as séries da franquia One Chicago de Dick Wolf foram renovadas para novas temporadas, mostrando que o sangue desse moço tem poder.

 

 

ABC

A estreia de Whiskey Cavalier no seu horário regular (4.1 milhões/0.7) registrou os melhores números do canal no horário desde 26 de setembro de 2018 e 2 de dezembro de 2018, respectivamente. Todas as demais séries do canal na noite ficaram estáveis.

Eu ainda não vi o piloto dessa série, mas vi que a mesma foi bem elogiada. Eu sei que a série já estreou no Brasil (no canal Warner), e prometo que vou atrás desse episódio durante o carnaval e escrevo as minhas impressões sobre a mesma para vocês.

 

 

CW

Riverdale (870 mil/0.3) e All American (616 mil/0.2) ficaram estáveis na demo.

Das duas, eu acho que Riverdale está salva também porque está na Netflix. Já All American tem chances enormes de ser cancelada, pois não disse a que veio.