ABC

A cobertura do American Music Awards 2018 (6.6 milhões/1.8) perdeu 25% da demo registrada no mesmo evento em 2017, registrando com certa facilidade os seus piores números históricos.

Já está na hora da TV rever o formato das premiações, uma vez que ano após ano elas se tornam cada vez mais cansativas e intermináveis (três horas de evento pra quê, minha gente?), e isso resulta em quedas consecutivas de audiência.

É raro ver uma premiação hoje ganhar audiência em relação ao ano anterior. Ou o formato muda em alguma coisa, buscando uma solução nova, ou vai se tornar um evento obsoleto para o futuro.

CW

A volta de The Flash (2.1 milhões/0.8) ficou estável em relação aos números registrados pela média da temporada anterior e do último season finale.

Já Black Lightning (1.2 milhões/0.4) voltou em queda no comparativo com o seu último finale, alcançando os seus piores números históricos.

 

NBC

The Voice (9 milhões/1.8) segue estável, mostrando a força do programa, mesmo não registrando mais a mesma demo de dois anos atrás (eu me lembro que o reality musical chegava a registrar demos de 3.0).

Já This Is Us (8.8 milhões/2.3) perdeu um décimo. É fato que não é o mesmo fenômeno de audiência da primeira temporada, mas ainda mantém uma demo de respeito. Sem falar na audiência que a série deve acumular com os DVRs.

Por fim, a estreante New Amsterdam (7.1 milhões/1.4) também perdeu um décimo, mas também tem uma demo de respeito.

 

FOX

The Gifted (2.1 milhões/0.7) ficou estável, o que é sempre positivo para uma série com uma temática que é de complexo alcance para o grande público. Já Lethal Weapon (3 milhões/0.7) perdeu um décimo, e com tantos problemas de elenco, deve morrer em dezembro (eu acho).

 

CBS

NCIS (12.2 milhões/1.4) ficou estável. FBI (9.1 milhões/1.0) perdeu mais dois décimos na terceira semana, e começa a ter a sua vida complicada. NCIS: New Orleans (7.9 milhões/0.9) perdeu um décimo.