A ressaca pós Oscar 2019 continua, mas ao menos uma nova temporada de The Voice começou. Isso, e a constatação que o reality musical definitivamente não é mais o mesmo na audiência, apesar de ainda apresentar bons índices de audiência (levando em consideração o cenário atual da TV nos Estados Unidos).

 

 

NBC

A estreia da 16a temporada de The Voice (10.8 milhões/2.1) ganhou um décimo em relação ao início da temporada anterior (9.7 milhões/2.0) e venceu a noite de segunda-feira com facilidade nas duas métricas.

Mas existe o outro lado da moeda. Ano após ano, The Voice vem perdendo audiência na demo 18-49 anos, desde a temporada 14 (12.3 milhões/2.8), temporada essa que recebeu maior visibilidade porque teve a ajuda pontual de dois grandes eventos esportivos: o Super Bowl e os Jogos Olímpicos de Inverno.

Recebendo a audiência do reality competition musical, e estreia de The Enemy Within (5.8 milhões/1.2) perdeu um décimo em relação à média de sua predecessora, Manifest (6.5 milhões/1.3), mas registrou demo melhor do que o season finale dessa série (5.4 milhões/1.0). Também superou na demo a sua concorrente no horário, The Good Doctor.

 

 

ABC

The Bachelor (6.7 milhões/1.8) registrou a sua maior audiência total da temporada, mas perdeu um décimo na demo. The Good Doctor (6.3 milhões/1.1) ficou estável.

The Bachelor segue como uma potência, e perde pouco diante de outra força da audiência que é The Voice.

 

 

FOX

Recebendo audiência de uma reprise de The Masked Singer (2.9 milhões/0.7), The Passage (3.3 milhões/0.8) perdeu um décimo.

Algo me diz que a Fox começa a fazer força para ver The Passage cancelada.

 

 

CBS

The Neighborhood (7.1 milhões/1.2), Man With a Plan (6 milhões/1.0), Magnum P.I. (6.3 milhões/0.9) e Bull (6.7 milhões/0.8) ganharam um décimo na demo cada uma, com Magnum registrando a sua maior audiência total desde a estreia de sua temporada.

Eu gostaria de ver a minha economia doméstica ser tão estável quanto é a audiência da CBS em alguns dias da semana.