CBS

A 38a temporada de Survivor: Living on the Edge of Extinction (ou algo parecido com isso) (7.8 milhões/1.6) estreou com números muito similares com aqueles registrados nas estreias das temporadas do ano passado e da fall 2018. The World’s Best (3.8 milhões/0.7) registrou com muita facilidade os seus novos recordes negativos.

Survivor é Survivor e não tem conversa. Poucos programas de TV contam com um público tão fiel, e a demo desse reality deixa isso evidente. É só pegar o histórico e você vai perceber como a série se mantém ali, imutável nesse índice.

 

 

FOX

24 Hours to Hell and Back (3.6 milhões/1.1) ganhou um décimo, e The Masked Singer (8.2 milhões/2.6) mais uma vez ganhou audiência, registrando os seus melhores números desde a sua estreia. E isso, porque estamos no penúltimo episódio da temporada.

Incrível como The Masked Singer caiu no gosto do norte-americano médio. Insisto que um dia veremos esse programa como um quadro do programa do Faustão. Ou em um programa completo na Rede TV (com uma versão copiada no SBT).

 

 

NBC

Chicago Med (9.1 milhões/1.3) ficou estável, enquanto que Chicago Fire (9 milhões/1.3) e Chicago P.D. (9.1 milhões/1.4) ganhou dois e três décimos na demo, respectivamente, uma vez que essas duas últimas séries fizeram um crossover. Por causa disso, Fire registrou a sua maior audiência total desde dezembro de 2015, enquanto que Chicago P.D. registrou os seus melhores números em dois anos.

Qualquer crossover envolvendo a franquia One Chicago vai funcionar. Mas parece que a NBC entendeu que Chicago Med não funciona tão bem ao lado das demais. Quem sabe um caso único de assassinato que começa em Fire, passa por Med e termina em P.D.? Fica a dica, Dick Wolf.

 

 

ABC

The Goldbergs (5 milhões/1.1) e Match Game (2 milhões/0.5) ficaram estáveis. Schooled (3.8 milhões/0.9) e Single Parents (2.7 milhões/0.7) ganhou um décimo. Modern Family (4.4 milhões/1.1) perdeu um décimo.

É triste ver como Modern Family se tornou uma série realmente decadente. Essa demo já foi bem melhor. Mesmo assim, consegue a melhor demo da noite no canal (ao lado de The Goldbergs), o que é um sinal evidente que toda a TV nos EUA sofre com a competição com a Netflix, a internet e o Fortnite.