Uma série especial de posts dividida em partes, sobre as séries mais importantes dos primeiros 10 anos do novo século. Séries fundamentais e obrigatórias, pois são referência para as séries dos próximos 20 anos (ou mais).

Verdadeiras joias televisivas, onde algumas delas ainda podem ser encontradas em serviços de streaming populares. Já outras você terá que garimpar em e-commerces ou nos caminhos alternativos da internet.

De qualquer forma, são séries obrigatórias. Confira!

 

 

Six Feet Under

 

 

Uma das séries mais maduras e bem construídas de todos os tempos. Inicialmente, é difícil se colocar no lugar de uma família dona de uma funerária em Los Angeles, mas a sua inteligente mescla de comédia e drama nos tornam íntimos da família Fisher. E o fim da série é um dos melhores da televisão.

 

 

How I Met Your Mother

 

 

A série começou renovando o planejamento das sitcoms, acrescentando piadas frescas, uma meta-trama misteriosa e personagens carismáticos. Fica feio dizer que está a altura de Friends, mas podemos dizer que é a sua sucessora espiritual. É uma pena que durou mais do que deveria, e teve um final questionável. Mesmo assim, marcou um antes e um depois dentro das comédias “de amigos”.

 

 

Torchwood

 

 

Um exemplo da melhor faceta da ficção científica britânica, e o melhor do spin-off de Doctor Who. Uma história que apela o mais profundo do coração humano magnificamente escrita.

 

 

Veronica Mars

 

 

2004 sempre será lembrado como o ano de estreia de Lost e Desperate Housewives, e por isso pode ser o ano que marcou a era de ouro das séries. Mas escondidas naquele grupo, a UPN estreou Veronica Mars, série carismática que é um mix de gêneros e elementos muito particulares, mostrando um cenário perfeito para a audiência jovem devorar. Uma dramédia juvenil com elementos de cine negro, com várias referências de cultura pop e uma protagonista divertida e descarada. São três temporadas e um filme financiado pelos fãs.

 

 

Grey’s Anatomy

 

 

Uma série que vai além de falar sobre medicina. São histórias de vida que acompanhamos há 14 temporadas. São personagens relativamente curiosos, mas de alguma forma sempre sabemos alguma coisa sobre eles, e vamos descobrindo mais e mais. Tudo isso, adornado de olhares fortes, tensão sexual e relações que vem e vão, casos médicos raros e mudanças de caminho inesperadas. É a série para você ver mesmo quando o seu dia foi dos mais complicados.

 

 

24 Horas

 

 

Aqui começa a era de ouro da televisão. Se a Fox não ousasse arriscar tudo em uma série com orçamento cinematográfico, logo após o 11 de setembro e com Kiefer Sutherland em um papel emblemático, muito do que comentamos nessa série de posts jamais teria existido. Uma narrativa em formato inédito na televisão, com temporadas muito bem amarradas (em sua maioria), ação contínua e plot twists alucinantes. Mais uma que poderia ter acabado bem antes, mas que entra na lista de uma das melhores séries de todos os tempos.