Liga da Justiça estreou nos cinemas, e muitas dúvidas foram respondidas. O mix de personagens até que funcionou, e duas horas foram suficientes. E… sim… dava para notar as refilmagens claramente.

Os fãs mais perspicazes perceberam as refilmagens do longa porque o trabalho de pós produção do filme foi mal feito. E a internet não perdoa, apresentando as provas disso.

Zack Snyder dirigiu a maior parte do filme, mas uma tragédia familiar o obrigou a abandonar projeto. Joss Whedon assumiu o comando, e escreveu novas cenas para inserir mais humor ao longa.

Snyder e Whedon são cineastas muito diferentes, e encaixar as formas distintas de ver um filme não foi o único problema da Warner.

 

O principal problema que Whedon enfrentou ao refilmar o material foi o bigode de Henry Cavill, que estava na época filmando Missão: Impossível 6, e a Paramout não permitiu que ele retirasse o bigode para voltar a interpretar o Superman em Liga da Justiça. Aqui, a solução foi utilizar o CGI.

E US$ 300 milhões não impediram que muitas pessoas percebessem as falhas de pós produção.

Mesmo assim, tantos problemas não arruínam o filme, que é divertido e entrega o que promete, ou o que se propõe a fazer.