O ano está quase no fim, mas já podemos fazer aquelas tradicionais listas de final de ano. Para começar, as 10 melhores séries dramáticas de 2017, de acordo com o TVLine.com.

Em um ano em que fomos de Game of Thrones a Stranger Things como séries de culto, até uma surpreendente Riverdale que engaja muitos fãs, podemos ter escolhas peculiares, dentro da perspectiva de quem acompanha o tempo todo o mundo televisivo.

Lista a seguir.

 

10. Legion (FX)

Muita gente se cansou das séries baseadas nos quadrinhos, mas quando uma série mostra algo mais elaborado, vale a pena acompanhar. É o caso de Legion, que mostrou um surrealismo visual, viradas de argumento que explodem a cabeça e uma jornada emocional intensa, com ênfase ao caos, é claro.

 

9. Riverdale (CW)

Uma surpresa completa. O drama adolescente se define por ser aquele guilty pleasure sexy que tem o engajamento suficiente para se manter no ar, além da consistência para contar a história que quer contar. Sem falar que a Netflix ajudou e muito nessa popularidade da série: a segunda temporada já conta com o dobro de audiência da primeira.

 

8. Stranger Things (Netflix)

A segunda temporada da série dos Irmãos Duffer não foi uma unanimidade entre os fãs. Mesmo assim, a série ainda tem crédito, e se mantém acima da média na história recheada de referências aos anos 80, em uma trama que ainda pode render e muito. A série foi recentemente renovada para a terceira temporada.

 

7. The Deuce (HBO)

Quem poderia imaginar que uma série com James Franco (em papel duplo) falando do mundo da indústria pornô de Nova York na década de 1970 poderia resultar em algo tão sensacional? A ambientação da Big Apple decadente dominada pela prostituição e um texto impecável ajudam a explicar essa série como uma das melhores.

 

6. This Is Us (NBC)

Uma história de gente como a gente, mostrando histórias que muitos de nós já vivemos. A elevada identidade com a audiência, interpretações tocantes, um texto impecável e plot twists impactantes colocam This Is Us no pandeon dos dramas da atualidade. Lembrando: será a série pós Super Bowl 2018, em 4 de fevereiro.

 

5. Game of Thrones (HBO)

Sim… por mais que você ache a sétima temporada perfeita, tem gente que não achou, especialmente quando a série falha absurdamente nas suas logísticas de viagem. Mesmo assim, continua em forma, e vai para uma curta temporada final para concluir um dos eventos mais épicos da história da televisão.

 

4. Halt and Catch Fire (AMC)

A esquecida série sobre o mundo da informática e da computação foi além de mostrar a história de como tudo começou e aconteceu. Mostrou as conexões entre pessoas em função disso, e em como essas pessoas se tornaram melhores em função disso. Não foi uma série fácil para todos, mas é uma série fascinante para quem se propõe a assistir.

 

3. Big Little Lies (HBO)

A limited series da HBO já contava com grandes expectativas antes da estreia e, felizmente, entregou o que prometeu. Não apenas mostrou um dos mistérios mais envolventes da temporada, mas entregou um drama com temas pesados (o plot de violência doméstica deu para Nicole Kidman o seu primeiro Emmy) e o desejo de querer ver mais sobre a vida dessas pessoas.

 

2. The Handmaid’s Tale (Hulu)

Como não lembrar da melhor série dramática de 2017 no Emmy Awards? Mostrar a distopia da América quando a mulher não ia muito além de ser uma ferramenta procriativa apresentou uma história que não deixa você indiferente, e um elenco impecável, liderado por uma maravilhosa Elisabeth Moss.

 

1. The Leftovers (HBO)

Apesar de eu mesmo não gostar dessa série, a terceira temporada desse drama surreal apresentou em seus oito episódios finais uma jornada de redescoberta, fé, redenção e seguir em frente. A hora final da série é recompensadora para aqueles que acompanharam as suas três temporadas.