BB-S5

A temporada final de Breaking Bad (AMC) gera polêmica pelo espetacular roteiro dos últimos episódios, mas também por conta de problemas que alguns distribuidores de conteúdo promovem com a designação da temporada. A Apple, por exemplo, está sendo processada por dividir a temporada final em duas partes, sem avisar aos usuários que compraram a temporada.

Na verdade, a Apple está sendo processada por propaganda enganosa. Em 2012, eles anunciaram o Season Pass (pacote com todos os episódios da temporada) de Breaking Bad, e na propaganda, os termos eram bem claros: “este Season Pass inclui todos os atuais E FUTUROS episódios da quinta temporada de Breaking Bad”.

Porém, com o hiato de 11 meses entre os 8 primeiros e os 8 últimos episódios da temporada final (e com o estrondoso sucesso que a série recebeu por essa temporada final), parece que algumas pessoas lá na Apple se esqueceram do que tinham divulgado, e decidiu lançar um novo Season Pass, chamado “The Final Season”, com os oito episódios finais da série.

O problema aqui não é a divisão de episódios da temporada final de Breaking Bad. Apesar de entender que essa é uma temporada dividida em duas partes (logo, deveria ser cobrado apenas uma vez do usuário), a Amazon dividiu as duas partes da temporada, e está cobrando os pacotes das duas temporadas separadamente. Porém, a Amazon avisou o tempo todo como seria, e o consumidor já estava ciente do que estava comprando.

Porém, a Apple mudou as regras do jogo sozinha, e não avisou ao seu consumidor (e principalmente, aqueles que compraram a quinta temporada acreditando que receberiam os episódios futuros). Oficialmente, a AMC considera uma temporada única de Breaking Bad, com 16 episódios, divididos em duas partes. Já os criadores da série, por diversas vezes, citaram os termos “Season 5A” e “Season 5B”.

Bom, muita água vai rolar dessa ponte. Vamos acompanhar os últimos acontecimentos. Por enquanto, a única pergunta que fazemos é…

“Você viu o episódio espetacular de ontem (08) de Breaking Bad? Eu não consigo acreditar até agora no que aconteceu!”

Via The Verge