De acordo com a Bloomberg, a Amazon está estudando a aquisição da Landmark Theatres, rede de cinemas que pertence a um grupo empresarial no qual está presente o multi-milionário Mark Cuba (de Shark Tank).

O objetivo da Amazon é conquistar o respeito dos mais conservadores em Hollywood, considerando o sucesso de algumas produções, e ganhando maior visibilidade nas tradicionais premiações, como é o caso do Oscar.

No streaming, a Amazon segue lutando com a Netflix. Em 2017, investiu 4 bilhões de euros na produção de conteúdo original. Por ser uma empresa naturalmente maior, pode fazer com que o alcance de suas produções seja maior também.

Se conseguir finalizar o negócio, Jeff Bezos terá uma grande vitória, se consolidando como uma gigante do entretenimento, e atraindo os olhares dos grandes influenciadores de Hollywood.

Por exemplo, para Steven Spielberg entende que as produções da Amzon Studios “não deveriam poder concorrer ao Oscar”, por estarem em uma plataforma de streaming e longe das salas de cinema. Oferecer os seus filmes nas grandes salas de cinema significa o fim da polêmica em Hollywood.

Vale a pena lembrar que não há informações oficiais sobre o assunto. Tudo são rumores, e o negócio precisa ser confirmado ou concluído para virar realidade.