will_and_grace_-_presidential_-_screenshot_-_h_-_2016_0

 

A NBC está trabalhando em um remake de Will & Grace, uma de suas comédias de maior sucesso na sua era de ouro das sitcoms, a Must See TV. E queremos isso aprovado para ontem. Ou melhor, para semana passada.

Por que queremos isso?

Porque sim.

Ah, essa resposta não te satisfaz. Tudo bem. Então… queremos porque merecemos.

 

Uma sitcom clássica ainda funciona na TV aberta

 

E digo mais: funciona fora da CBS, que tem vários exemplos nesse segmento (2 Broke Girls, The Big Bang Theory, etc).

O problema não está no formato da comédia em si. Não é a sitcom clássica que está em decadência. O que está em queda é a falta de criatividade da TV norte-americana como um todo.

Pode ser contraditório o que estou dizendo, já que um remake de Will & Grace reforça a teoria que a criatividade acabou.

Por outro lado, o pequeno revival sobre as eleições presidenciais mostra que as sitcoms clássicas podem sim dar certo, desde que conte com o elenco certo, com uma boa direção e com um texto que prenda o telespectador dentro da situação criada.

 

 

Will & Grace se mantém mais vivo do que nunca

 

Ver aquele remake dá a impressão que a série nunca acabou. Ou que, no máximo, o elenco deu uma pausa de alguns anos entre as temporadas.

Manter uma química perfeita entre os personagens é algo bem difícil, ainda mais com um tempo de delay enorme, como temos nesse caso.

Mas aqui, as peças se encaixam de forma tão perfeita, que é inegável que daria certo mesmo depois de décadas. Aliás, temos quase uma década desde o fim da série, e tudo está funcionando perfeitamente.

Além disso, a NBC precisa aproveitar os sinais de recuperação que suas comédias dão junto à audiência.

Superstore e The Good Place contam com audiências relativamente sólidas. Não são megahits como The Big Bang Theory, mas dão muito mais audiência do que séries como Parks and Recreation e Community.

Logo, Will & Grace pode ser o carro chefe de uma nova era Must See TV na NBC. Mesmo em formato de limited series.

Vamos lá, canal do Pavão. Vamos fazer isso acontecer! :)