O que você faria com um orçamento de US$ 1.000 e um prólogo de um livro? Nosso amigo Fábio M. Barreto (do SOS Hollywood) fez um curta-metragem. Conheça então “Filhos do Fim do Mundo” (When It Ends) que estreia na internet hoje.

Todo mundo é, no mínimo, curioso para saber como o mundo vai acabar. Alguns por causa de suas crenças religiosas. Outros, pelo desejo de quererem saber quando e como vai ser. E todos entram no mesmo grupo desejam obter a resposta da pergunta: “o que vem depois do fim do mundo?”. Seja como for, Barreto resolveu mostrar a sua versão de fim do mundo em um livro homônimo, um romance de 200 páginas, onde as pessoas de uma cidade qualquer terão a experiência de viverem uma situação semelhante à essa.

O interessante desse curta-metragem é que, além de ser feito com um baixíssimo orçamento (algo que é relativamente comum em produções com tais características), o curta de pouco mais de 10 minutos foi feito a partir do prólogo do livro, que tem apenas uma página. Para nós, meros mortais, é difícil desenvolver alguns temas expressos em 5 ou 10 páginas. Mas, para quem entende do assunto, é possível fazer misérias com tão pouco conteúdo (falamos de quantidade, e não da qualidade). E isso, Barreto conseguiu fazer muito bem.

O grande mérito de “Filhos do Fim do Mundo” é fugir do clichê de ser uma história sobre zumbis. Na maioria das vezes que o fim do mundo foi tratado, os zumbis estavam lá. Aqui, não. Outras propostas foram apresentadas, e outras alternativas adotadas, que fazem do curta um excelente aperitivo daquilo que o livro pode oferecer como história. Além disso, falamos de uma produção que é fruto de muito trabalho (como muitas são), mas com boa parte desse processo sendo feito à distância (como testes de elenco online), mostrando o poder da internet na busca de soluções para trabalhos profissionais.

O filme é estrelado por Mike Ostoski, James Lawrence Sicard, Neil Faulconbridge, Michael Ellis, Kristine Cornils, Holly Michaels, CJ Patterson e Carlos Gallegos. O filme não possui fins lucrativos, e os direitos do romance e eventuais adaptações para outros formatos de mídia estão disponíveis (alô Sony, Fox, Warner, Universal…).

E por que você deve assistir ao curta?

Primeiro, porque é intrigante e diferente. Mostra uma proposta de apocalipse que, pelo menos para mim, é totalmente inusitada. Foge aos padrões. Logo, é atraente. Como ser humano, é fundamental deixar a mente aberta para novas propostas e perspectivas.

Segundo: ele está no player no final do post.

Terceiro: ele é de um cara que todos nós do Spin-Off admiramos há tempos, pelo seu caráter, personalidade e qualidade do seu trabalho. Logo, apostamos que, um dia, vamos entrevistá-lo, não apenas por ser um colega blogger e podcaster, mas por causa de um grande lançamento.

Sem mais delongas… Filhos do Fim do Mundo (When It Ends), logo abaixo.

Filhos do Fim do Mundo from SOS Hollywood on Vimeo.

Abaixo, versão em inglês, sem legendas

When it Ends from SOS Hollywood on Vimeo.