trolls-topo

 

Felicidade não é comida. Se fosse, se chamaria bacon.

Dito isso, a 20th Century Fox e a Dreamworks estreou nesse final de semana a sua nova animação, Trolls. Baseado nos bonecos muito populares nas décadas de 1970 e 1980, a história mais uma vez mostra qual é o caminho da felicidade. Para crianças e adultos.

 

A felicidade está dentro de você (sem você precisar engolir nada)

 

trolls

 

Trolls mostra como pessoas (ou, nesse caso, criaturas) felizes ou infelizes lidam com esta felicidade de forma espontânea ou artificial, dependendo das perspectivas de cada lado.

Há quem diga que a felicidade é algo que se compre ou se come. Tudo bem, chocolate é sinônimo de felicidade para algumas pessoas (para mim é, por exemplo). Bacon também. Mas não é assim que funciona para todo mundo.

Em uma metáfora que beira o “não use drogas, crianças” – pois os trolls beiram a viver a vida em modo de viagem de drogado, representando alucinógenos para os bergs -, o filme mostra como você pode ser feliz sem aditivos. E como a felicidade vem das coisas simples. Das coisas que vem de dentro.

Na prática, Trolls tem um roteiro raso e previsível. Mas nesse caso isso não é nenhum pecado. O filme visa alcançar prioritariamente as crianças. Logo, precisa ter uma estrutura narrativa acessível.

Porém, é um filme que também pode agradar os adultos. E não falo isso por causa da sua moral da história que é válida para qualquer pessoa, de qualquer idade.

 

 

Várias referências de cultura pop

 

poltrona-trolls_

 

É um filme colorido (altamente colorido, por sinal), com um 3D que é efetivo no filme. Além disso, as sua trilha sonora (com a supervisão do co-protagonista do filme Justin Timberlake) funciona nas diferentes situações apresentadas.

Talvez algumas pessoas vão torcer o nariz para o fato das músicas simplesmente serem traduzidas na sua maioria, mas esta foi uma adaptação que fez sentido na versão dublada do filme para o Brasil.

As escolhas para a trilha sonora são tão pontuais, que mesmo para adaptação, elas funcionam e bem.

Entregam o sentido que crianças e adultos devem absorver da história contada.

Se bem que assistir no áudio original entregam ainda mais sentido.

 

Moral da história

 

Trolls é previsível. É um filme onde você sabe exatamente o que vai acontecer do começo ao fim.

Mesmo assim, é um filme bem interessante. Deixa o seu recado, diverte crianças e adultos e entrega um bom entretenimento durante 1h30 de cinema.

Deixa o seu recado de forma objetiva e direta: felicidade é algo que se conquista. E está dentro da gente.

Talvez falte aquela pessoa que te dê o pequeno empurrão para começar esta felicidade.

De qualquer forma, para um filme que não esperava muita coisa, eu recebi mais, e é isso é sempre muito bom.

Altamente recomendado para pais e filhos assistirem juntos. Vale para os dois.