this is us

 

É real. É complicada. É a vida.

This Is Us, novo drama da NBC, já é considerada uma das melhores séries dessa temporada 2016-2017. Quando decretamos a morte da criatividade na TV, temos pelo menos uma história original e bem feita. Em vários aspectos.

 

Um “Modern Family” em versão drama?

 

this-is-us

 

Mais ou menos.

A referência é direta e rapidamente identificável a partir do segundo episódio. Porém, as semelhanças acabam aí.

A primeira coisa que chama a atenção em This Is Us é que estamos diante de uma série dramática, com personagens que podem ser qualquer um de nós, vivendo dramas que qualquer pessoa pode estar vivendo nesse momento.

Não existem super heróis, um protagonista fodástico ou um cenário geral espetaculoso. Tudo está muito palpado na realidade. Na nossa realidade, como ser humano comum.

São pessoas comuns, e talvez por isso temos similaridades com outras séries familiares, como Modern Family e Parenthood. Porém, dentro dessa simplicidade, temos a sofisticação da linguagem narrativa, que conecta os pontos entre os personagens de forma exemplar.

Tecnicamente, a série se apresenta com uma estrutura narrativa muito bem feita, com plot twists que se amarram de forma impecável, onde o telespectador sempre se pega dizendo “nossa, isso faz todo o sentido”.

Você tem ganchos muito interessantes, mas pelo menos por enquanto, nada que te faça sentir que foi enganado em algum momento.

Porém, o grande segredo de sucesso dessa série é o seu traço de humanidade. É o fato de ser acessível para qualquer pessoa, e se conectar diretamente com o adulto de hoje.

Aquele que precisa decidir agora se quer ou não mudar a sua vida.

 

 

Os dramas da vida moderna, que poderiam acontecer com qualquer um de nós

 

landscape-1463694140-screen-shot-2016-05-19-at-54323-pm

 

This Is Us mostra as histórias de três núcleos familiares, que na verdade pertencem a uma única família (sim… já vimos isso em Modern Family…).

Porém, temos aqui os dramas que podem acontecer com qualquer família, e com qualquer pessoa. Ainda mais no momento presente. Seja pelos fatores econômico, sociais e comportamentais.

Falamos aqui de adoção, rejeição, cumplicidade (ou falta dela), solidão, necessidade de auto afirmação, superação… enfim, vários temas que fazem parte das nossas relações humanas atuais.

O mais legal de tudo isso é que temos aqui representados nos personagens centrais vários dos medos e preconceitos existentes na nossa sociedade contemporânea, ou a chamada de “evoluída” #WTF.

Aliás, outra coisa muito interessante dessa série é mostrar uma família que foge da família tradicional (de novo… Modern Family…), mas que exibe claramente alguns desses desafios sociais que muitos enfrentam… por conta das diferenças.

This Is Us começa a mexer com o nosso interior, ilustrando não apenas a necessidade de combater tudo isso, mas de nos modificarmos com o objetivo de encontrar o nosso caminho.

Seja pelo desejo de ser levado a sério na sua profissão, seja para se sentir mais saudável e mais satisfeito com o seu próprio corpo, ou até mesmo para entender o passado com o objetivo de se aceitar no presente.

A série desperta o senso de urgência de muitos em encontrar norte de sua vida. E em todos os casos, é sempre preciso olhar para o passado para compreender o presente.

 

Ótimo texto, ótimo roteiro… quem dera se a vida fosse assim o tempo todo…

 

this-is-us-2

 

This Is Us tem um texto excelente. Você fica preso a maior parte do tempo com os diálogos dos personagens centrais, que não são cansativos e, ao mesmo tempo, envolventes para você se importar com tudo o que é apresentado.

Além disso, o roteiro é muito bem montado. Já falei dos plot twists que te deixam em estado de espera pelo próximo episódio. E já falei da coerência dos ganchos deixados por este roteiro.

Tudo isso é adornado por um excelente elenco, que funciona muito bem.

O novo drama da NBC tem tudo para ser renovado com uma facilidade impressionante. Tem excelente audiência qualificada, uma base de fãs que compraram a ideia.

Só espero que a série não vire um Parenthood.

Não me critiquem. Eu até gostava da série. A primeira temporada foi ótima. Mas depois ela ficou maçante.

 

 

Uma série que te faz pensar na sua jornada até aqui

 

thisisus-1

 

O público alvo de This Is Us não é apenas a conhecida audiência qualificada, entre 18 e 49 anos. Mas principalmente o adulto na faixa dos 30 anos. E esta fase da vida é decisiva para muita gente.

Eu falo por mim. Eu tenho 37 anos, partindo para os 38, e me preparo para a segunda grande mudança da minha vida em pouco mais de dois anos.

Entendi rapidamente que é nesse momento da minha existência que tinha que tomar as decisões que mudariam tudo na minha vida. Decidi apostar tudo na minha felicidade, com coragem e assumindo as consequências dessas escolhas.

This Is Us propõe isso. Levanta questões como:

 

– O que você está fazendo da sua vida nesse momento da sua vida?
– Você está feliz com a sua vida do jeito que está?
– Não está na hora de mudar tudo na sua vida?

 

Vai por mim. Assista esta série. Ela pode ajudar você.