The Player - Season Pilot

Não sou eu que estou falando isso. É a empresa especializada dos Estados Unidos. O drama The Player (NBC) estreia por lá no dia 24 de setembro, e já é acusada de ser uma série ‘pouco realista’, e por causa disso, já é chamada de ‘ridícula’ por muitos.

John Rogers, criador da série, se defende afirmando que ‘ridículo é uma escolha criativa válida’. Bom, se levarmos em consideração que Falcão, Reginaldo Rossi, o tal ‘cãozinho dos teclados’ e a Joelma (da banda Calypso) também conseguiram o sucesso por optarem ser ridículos em suas respectivas carreiras, o argumento de John até que tem uma razão de ser defendida.

Mas… vamos olhar para a tão criticada premissa: um ex-miliar que hoje é um especialista em segurança que trabalha clandestinamente (Philip Winchester) se envolve com uma organização secreta que faz apostas envolvendo crimes. É… não é algo que vemos por aí todos os dias. E não é necessariamente a coisa mais crível que você pode ver na TV.

Isso, e Katherine Heigl como chefe de uma equipe do FBI.

The Player está prevista para ter 13 episódios (se não for cancelada antes), e Rogers promete que, ao final deles, teremos ‘boas e satisfatórias respostas’. Olha, amigo, é o mínimo que todo mundo espera de toda e qualquer série que se propõe a oferecer perguntas em sua trama. E nem isso é o suficiente.

Não basta ser uma série que promete ser rápida, ágil e movimentada. Não adianta nada se a trama não for envolvente, se o plot principal não apresentar algum diferencial relevante, se o texto não for bom…. precisa de muita coisa. Muita coisa que não tenho muita certeza se The Player será capaz de mostrar.

Bom, quero ver o piloto dessa naba. Para talvez não voltar para ver os outros 12 episódios. Mas ver os jornalistas norte-americanos espinafrando a série antes mesmo de sua estreia é um péssimo sinal.

Forte indicado aos Prêmios Tim Kring 2016? Só o tempo vai dizer.