star-wars-stormtroopers

Quando a Disney comprou a Lucasfilm por US$ 4 bilhões em 2012, eles sabiam muito bem o que eles estavam fazendo. George Lucas não parecia muito disposto a continuar com a franquia Star Wars, mas a empresa do Mickey achava que a série ainda tinha história para contar. Essa foi a quarta maior aquisição da história da Disney, ficando atrás da Pixar (US$ 7.6 bilhões) e acima da Marvel (US$ 3.9 bilhões).

Agora, os resultados financeiros do primeiro trimestre fiscal da Disney em 2016 (encerrado em 2 de janeiro) mostram o poder que Star Wars possui, sendo uma autêntica máquina de fazer dinheiro. Desde a sua compra, é essa franquia a responsável pela quebra do recorde de faturamento: US$ 2.9 bilhões, contra US$ 2.2 bilhões no mesmo período do ano anterior.

Foi o trimestre mais lucrativo da história da Disney. Apenas isso.

disney-financial-q1-2016

Se o faturamento cresceu em todos os segmentos, o maior crescimento veio do seu estúdio de entretenimento: de US$ 1.858 bilhão do ano anterior, para US$ 2.721 bilhões do atual, um aumento de 46%.

Além de faturar mais, a Disney foi 86% mais rentável, por conta de parte dos faturamentos virem da exploração dos direitos da marca Star Wars, tanto no merchandisign como na venda dos filmes anteriores e nas licenças para o streaming desses conteúdos.

O aumento de 8% no merchandising e conteúdos interativos pode não chamar muita atenção… mas deveria. É um aumento pequeno, mas pega como referência o período do natal do ano anterior, quando os produtos do filme Frozen estavam esgotados nas lojas.

Q1 FY14Q1 FY15Q1 FY16
Consumer productos & Interactive (en millones)1.5291.7631.910

 

No primeiro trimestre do ano passado, e graças ao filme Frozen, a Disney apresentava um aumento de 22% nas vendas de merchandising em relação ao primeiro trimestre de 2014 (US$ 1.763 bilhão). Em 2016, os números voltam a subir, graças a venda de merchandising e de licenças de Star Wars para terceiros, apesar das vendas de merchandising de Frozen registrar queda em relação ao ano anterior.

Na área digital, onde a Disney a coloca dentro dessa categoria, a empresa reconhecendo o esgotamento da franquia Disney Infinity, cita o jogo Star Wars: Battlefront como o grande responsável do aumento no faturamento. E isso tudo apenas começou: com no mínimo outros seis filmes nas mãos (o recém lançado Star Wars VII, dois da atual trilogia e outros três spinoffs), a Disney vai seguir dominando.

Por enquanto, todos os planos funcionam muito bem.

Para ver mais dos resultados do primeiro trimestre fiscal de 2016 da Disney, clique aqui.