Hoje vai ao ar o episódio 100 da série “Bones”. Se tornou uma das minhas séries favoritas. Acompanho desde o começo e é muito bom vê-la chegar a esse patamar. Costumo dizer que a série é uma novelinha, tal como “Numb3rs“, mas que isso não seja visto como algo que deprecie essas séries. “Bones” consegue nos prender desde à absurda inteligência e ceticistimo de Brennan, uma mulher totalmente ciência, até o homem de fé, agente Booth, o qual é todo paixão, especialmente em seu trabalho. Os casos apresentados são meramente entretenimento, porém trazem junto com os personagens suas cargas emocionais, desde crimes hediondos a meros caprichos de psicopatas.

Abaixo, alguns trechos da entrevista feita pelo site TV.com com David Boreanaz, ator, diretor e co-produtor da série.

Escrito por Stefanie Lee (TV.com)

Bones chegou ao seu 100º episódio que está programando para ir ao ar nesta quinta-feira, 8 de abril. Quem diria que antropologia forense poderia ser tão popular?


David Boreanaz, que interpreta o agente especial do FBI Seeley Booth, dirigiu o episódio que mostra o flashback do primeiro caso de Booth e Brennan (Emily Deschanel). O site TV.com se reuniu em uma audio conferência com Boreanaz para discutir o episódio “The Parts in the Sum of the Whole”.

Em dirigir o episódio 100:
Eu não necessariamente olhei para ele como um centésimo episódio. Eu olhei para ele como um episódio que eu estava realmente feliz por ser capaz de dirigir, como eu fiz no ano passado… Eu acho que o público vai realmente gostar. Eu certamente vou… e eu acho que nós vimos estas duas personagens crescer a partir de onde eles vieram… Foi muito divertido e gostei dos desafios.

Por Eric Millegan voltar para a ocasião:
Foi ótimo tê-lo (Zack) de volta… Acho que seu personagem é muito importante e tem sido desde o início. Como a história evoluiu, infelizmente, ele seguiu seu próprio caminho, na medida em que os escritores queriam fazer com ele. Mas ele era um ótimo complemento para o episódio 100, e olhando para trás e ver como seu relacionamento com Hodgins evoluiu foi muito divertido. Acho que ele fez um ótimo trabalho e foi ótimo vê-lo de volta.

Se Booth e Brennan devem ficar juntos:
Eles realmente ficam muito bem juntos. Assim como você, os fãs querem ver os dois juntos, eu tenho a minha opinião sobre isso… Acho que todo mundo quer vê-los juntos de uma maneira diferente, mesmo que seja como um casal, em um relacionamento. Eles trabalham muito bem juntos e é ótimo vê-los resolver estes crimes. Também é ótimo vê-los em suas vidas pessoais, mas por agora, eu continuo a acreditar que eles deveriam ser parceiros. Vamos ver o que acontece após esta temporada, porque terá um final muito bom.

Em fazer mais 100 episódios:
Essa é uma pergunta interessante. Eu acho que há uma abundância de mais episódios. Eu comecei com o piloto e nem sequer pensei sobre onde ele estava indo… O futuro é muito brilhante para a série. Vejo como um show que realmente encontrou as pernas e pode ir a alguns lugares realmente únicos. Agora estamos no final da temporada, então eu levo episódio por episódio, e não me preocupo muito se fosse acabar amanhã.

No sucesso conquistado aos poucos pela série:
Uma das principais coisas que você tem que ter, especialmente quando você começa um trabalho, é a paciência. E você tem que rezar e esperar que o estúdio e a rede tenham a mesma paciência.

Seu episódio favorito:
É difícil dizer… Há tantos que eu gostei muito. Nós nos divertimos fazendo o episódio de Halloween. Eu amei dirigir o piloto porque era novo e desafiador e todos estavam se perguntando, “Essa série vai dar certo?” Eu meio que amo essa expectativa. Fora isso, eu amei dirigir o 100º. Eu achei que foi bom. Foi divertido voltar no tempo.

Sobre o que está nos bolsos de Booth:
Ele carrega um isqueiro Zippo de ouro, que é uma lembrança dos seus dias de treinamento no Exército, ele tem uma ficha de poker para lembrá-lo dos problemas com jogo que nós nunca realmente exploramos com Booth, alguns dados no bolso direito que ele gosta de mexer quando interroga as pessoas, mais uma referência para seus dias de jogatina, uma medalha de St. Christopher que guarda com ele, porque ele é um cara religioso. E vamos ver, o que mais posso ter no meu arsenal? Eu uso um relógio Wittnauer no meu pulso esquerdo. Eu não posso dizer o que está inscrito, porque talvez vai aparecer em um episódio um dia. Isso é tudo.