revenge

A história de uma jovem que retorna para sua cidade natal depois de anos para se vingar da morte de seu pai. Eu não estou falando daquela novela A Indomada, nem de Chocolate com Pimenta, também não é de Insensato Coração, Celebridade, O Dono do Mundo, A Viagem, Fera Ferida, Tieta e mais as centenas de novelas que abordaram o tema vingança. Estou falando de Avenida Bras… ops, quero dizer… Revenge a nova (nem tão nova) série que passará ser exibida aos domingos na Rede Globo, após o Fantástico.

A Rede Globo esta apostando muitas fichas em Revenge. Normalmente o canal costuma colocar séries americanas nas madrugadas, horário que poucas pessoas podem acompanhar (afinal, a maioria da população não sofre de insônia). Com isso, muitas produções passam despercebidas, por não houver sequer chamadas comerciais para informar a existência da série para o espectador da TV aberta.

Outro detalhe a ser observado, é que esse horário dos domingos às 23h é um problema pra o canal desde o fim de Sai de Baixo, e com exceção do Big Brother (que só é exibido de janeiro à abril), nenhuma série produzida pela Globo consegue alavancar no horário. Exemplos: Sob Nova Direção, Norma, a volta de No Limite, Jogo Duro, etc. Formatos diversos na tentativa (sem sucesso) de preencher este horário após o Fantástico, mas que até agora, não parece cair nas graças do público desse horário. E a alternativa é ficar com o Domingo Maior.

rev02

Mocinha e Vilã: disputas de poder através de muitas chantagens

Portanto, Revenge tem a responsabilidade de dar uma nova cara para esse horário. Até porque  a única coisa que a emissora não fez recentemente foi colocar uma série americana e isso pode dar muito certo, tal como já deu na década de 1980, com Dallas, ou na década de 1990, com Twin Peaks. Ou pode também acabar assim que a primeira temporada for exibida. Vamos tentar entender isso.

O grande público brasileiro ainda está se acostumando com o formato de série, isto é, vivemos na cultura das novelas, que apresentam conteúdos inéditos por seis dias na semana, com uma história contínua. Ainda é um estranhamento o formato de seriado, que conta apenas com 22 ou 24 episódios por ano (pouco para os padrões de costumes do espectador brasileiro), e que podem contar com vários hiatos nesse tempo.

Emissoras como a Record e o SBT tentaram exibir seriados como se fossem novelas (com episódios diários), mas logo a fonte secou e eles começaram a reprisar os episódios eternamente, o que prejudica quem deseja acompanhar a série.

A Rede Globo teria então duas opções: ou substituir o seriado nos seus hiatos (já que o público não gosta das reprises), quem sabe por uma série do gênero (Grey’s Anatomy?), ou programar uma pausa mais longa na época de final de ano e BBB.

Acredito que esse é o maior problema que a série pode enfrentar. Por que Revenge é a cara do público brasileiro, ou seja, uma novela. Nada na televisão é escolhido aleatoriamente, e Revenge será exibida em horário de destaque, tentando reviver parte do bom momento que a emissora teve com o grande sucesso que foi a novela Avenida Brasil no ano passado. A produção foi um fenômeno de audiência na TV e nas redes sociais, e para aqueles que já acompanhavam Revenge, era comum a comparação entre as “novelas” e suas “protagonistas”.

Muitos comparavam as atitudes das mocinhas justiceiras Emily e Nina (duas psicopatas, na minha opinião) e suas formas de se vingar de suas madrastas malévolas. A Rede Globo rapidamente tratou de comprar os direitos da produção norte-americana, e colocar na sua grade de programação estrategicamente nesse horário das 23h, onde o fã de novela ainda está acordado.

novidade-da-segunda-temporada-de-revenge

Novelão que não tem triângulo amoroso não é novelão!

Doa a quem doer, Revenge tem toda a estrutura e plot de uma boa novela: vingança, filho bastardo, amor mal resolvido, triângulo amoroso, vilã caricata, galãzinho com atuação ruim, adolescentes desocupados, segredos, reviravoltas megalomaníacas, chantagens, personagens avulsos e muito veneno saindo da boca dos personagens. Fora a dublagem propositalmente feita para ficar com o tom de novela mexicana, e esse um grande trunfo guardado na manga.

Essa dublagem promete ser um show a parte, transformando a série num produto mais engraçado do que qualquer outro colocado no ar. Pela chamada já percebemos que, neste requisito, vem coisa boa por aí. Mas essa sacada é proposital, para dar ainda mais cara de novela, mesmo que seja uma novela mexicana. Da até pra apostar que vai ter gente que vai acreditar que a produção é da Televisa.

Só o tempo dirá se Revenge será sucesso ou não vendida como novela, mas a gente sabe que é um formato de série. Pode ser um grande equívoco, devido à confusão que pode causar no espectador quando a Globo exibir todos os seus episódios, mas eu acredito que não. O público anda mais aberto a novos formatos e ainda adora um novelão.

Muita gente achou que Revenge seria um fracasso na TV americana, mas no final virou um grande hit, e agora é uma boa opção pra o final do domingão de todo mungo. Preparem sua pipoca e refrigerante para uma história clichê, mas que reserva muitas surpresas.