the-office-season-9

The Office | NBC | Comédia | Temporadas: 09 | Indicações: 03 (Melhor Edição em Série de Comédia – Single-Camera, Melhor Mixagem de Som em Série, Melhor Roteiro em Série de Comédia)

The Office é uma das séries que podemos chamar de “série da nossa vida”. Bom, certamente é uma dessas séries para quem acompanhou as nove temporadas que apresentaram o cotidiano de um escritório que vendia papeis para empresas. Eles conseguiram reproduzir a real (e chata) rotina de um escritório, tal como acontece em qualquer local do planeta, mas humanizando de tal forma os seus personagens, que despertou o desejo do espectador em trabalhar na Dunder Mifflin.

Talvez o grande pecado de The Office (versão da NBC) foi ter durado demais. Entendo que sete temporadas seriam suficientes. Afinal de contas, foi difícil conviver em um escritório sem Michael Scott, que era a alma daquele lugar. Aliás, um dos maiores pecados históricos do Emmy Awards foi não premiar Steve Carell pelo personagem de Michael Scott, um dos mais emblemáticos da TV nos últimos 15 anos.

The Office aproveitou muito bem a sua trajetória na TV. Brincou com a cultura pop, abordou de todas as formas a “era da internet”, indo de blogs fictícios até lip-dubs, riu de si mesmo, emocionou, foi vergonhosa (em algumas vezes)… enfim, fez TV como poucas séries se propuseram a fazer. Concordo com aqueles que afirmam que a série se perdeu sem Michael Scott, e que as duas últimas temporadas foram mais arrastadas (na verdade, essas duas temporadas não precisavam existir… mesmo). Mas, mesmo assim, valia a pena acompanhar a vida daquelas pessoas por mais um tempo.

A série está indicada em três categorias do Emmy Awards 2013, sendo que a mais importante indicação está na categoria de Melhor Roteiro em Série de Comédia. Se vencer essa, fecha o seu ciclo com chave de ouro (apesar de que esse ciclo seria realmente completo se Carell tivesse levado um Emmy nos anos anteriores…). Afinal, o roteiro da série nas últimas temporadas foi feito por quase todo o elenco da série. E uma das assinaturas de The Office é justamente a força de conjunto dos seus envolvidos.