Parks and Recreation

Parks and Recreation | NBC | Comédia | Temporadas: 05 | Indicações: 02 (Melhor Mixagem de Som em Série de 30 Minutos – Comédia, Drama ou Animação, e Melhor Atriz em Série de Comédia – para Amy Poehler)

Com os términos de 30 Rock e The Office, e com Community com previsão de estreia de nova temporada para “nem Deus sabe”, Parks and Recreation foi a única comédia veterana que sobreviveu nas noites de quinta-feira ao facão da NBC da última temporada. E apesar das dificuldades e da baixa audiência do canal, ainda consegue se destacar no Emmy Awards, conseguindo algumas indicações.

Entendo que a série nessa quinta temporada perdeu um pouco de fôlego, o que fez com que a série não fosse indicada entre as melhores de comédia esse ano. Mesmo assim, ela teve os seus momentos divertidos, e manteve a evolução dos seus personagens, iniciada desde a segunda temporada. E é isso o que realmente importa.

Um ponto positivo da série é que os seus personagens se consolidaram, cada um deles totalmente definidos e identificáveis após cinco temporadas, apresentando um carisma que poucas séries conseguem apresentar. Muita gente gosta de Leslie Knope, mesmo ela sendo uma mulher insuportável algumas vezes (e ela melhorou bastante nesse aspecto). Ron é um personagem que as pessoas amam. Até mesmo o Jerry, que era um recorrente, se tornou parte do elenco principal, por causa de suas supostas burradas.

Talvez Parks and Recreation não esteja entre as mais geniais séries da TV. Mas está em um patamar onde ela é reconhecida como uma das melhores do seu tempo, mesmo sem estar indicada à melhor série de comédia esse ano. Ainda espero que, por alguma temporada, Amy Poehler vença o Emmy de melhor atriz de comédia. Talvez pelos serviços prestados, tal como Steve Carell merecia vencer em The Office. Será igualmente decepcionante se algum dia a série acabar e Poehler passar em branco pela sua performance.

Só não sei se 2013 será o seu ano. A competição, como sempre, é bem acirrada.