episodes

Episodes | Showtime | Comédia | Temporadas: 02 | Indicações: 02 Melhor Roteiro em Série de Comédia, Melhor Ator em Série de Comédia – para Matt LeBlanc)

Vocês podem não acreditar em mim (e em via de regra, vocês não acreditam mesmo), mas Episodes foi a comédia que mais evoluiu de uma temporada para outra nessa temporada. Eu mesmo critiquei muito a primeira temporada da produção da Showtime (que é bom que se diga: é feita em parceria com a BBC britânica), e disse que a série só estava no Emmy Awards por causa de Matt LeBlanc. Dessa vez, é diferente: ela tem méritos para ser indicada.

A segunda temporada de Episodes achou o seu timing e definiu o seu público-alvo, que nesse caso, são as pessoas que amam o Joey. Não adianta fazer um outro Matt LeBlanc mais certinho mas igualmente mulherengo e pegador. Senão, ele só será o babaca escroto da primeira temporada. A partir do momento que eles definiram que Matt LeBlanc e Joey são a mesma pessoa, a série conseguiu engrenar.

Sem falar que os roteiristas apostaram nas poucas coisas que deram certo na primeira temporada. Por exemplo, a interação de Matt LeBlanc (da série) com Beverly e Sean (os roteiristas da série fictícia), que se tornou mas pessoal. Íntima, ela já era desde o final da primeira temporada. Além disso, mostrar mais de Merc Lapidus (o executivo do canal, que é quem fez com que a série fictícia fosse produzida) foi um dos grandes acertos da série. Sem falar na adição de personagens que conseguiram tumultuar ainda mais a vida dos protagonistas.

Com isso (e, de novo, vocês podem não acreditar em mim), Episodes melhorou muito. A ponto de receber uma indicação ao Emmy Awards 2013 para melhor roteiro em série de comédia. Já a indicação de Matt LeBlanc eu coloco na conta de “os votantes do Emmy amam o Matt LeBlanc”. Não dá pra discutir os méritos dessa indicação, porque basicamente ele fez o Joey. Que é o que ele sabe fazer de melhor.

Se eu fosse você, dava uma insistida em Episodes. Apesar do começo da série ser uma porcaria, dá uma bela melhorada na sua continuidade. E, se você ama Joey Tribianni, é imperdível.