parks_and_recreation_-_amy_poehler_-_photofest_-_h_-_2016

 

Quando Donald Trump se tornou presidente dos Estados Unidos, muita gente pensou em… Leslie Knope.

Ok, muita gente pensou também em Selina Meyer, mas por outros motivos (por favor, HBO, pensem bem no assunto…).

Muitos se lembram que Hillary Clinton era uma das grandes fontes de inspiração de Knope para ser uma boa gestora em Parks and Recreation.

Logo, pensaram em como seria a sua reação diante do resultado das eleições dessa semana.

Pois bem… temos agora essa reação.

 

Uma carta emocional

 

O time de redatores de Parks and Recreation decidiu mais uma vez dar voz para a personagem interpretada por Amy Poehler, para que a mesma pudesse expressar tudo o que ela estava sentindo.

Será que Leslie ficou sabendo que 49% das mulheres votaram em Trump? E que mais de 50% das mulheres brancas votaram no apresentador do The Apprentice?

Seja como for, é uma carta aberta, direta e emocional. De uma mulher frustrada com a forma de pensar do norte-americano médio.

Em um dos trechos da carta, Knope é a mais direta possível:

 

“Nosso presidente eleito é tudo aquilo que você deveria temer no modelo masculino. Ele gastou sua vida dizendo que você, que garotas e mulheres como você, que suas vidas não tem valor algum, exceto para serem objetos sexuais. Colocou vocês em uma caixinha para ficarem trancadas e não serem ouvidas.”.

 

É uma declaração explícita, para chacoalhar e fazer pensar.

Tudo bem, eu sei que é de um personagem fictício. Mas criado por pessoas reais, de carne e osso. Mentes pensantes.

 

Para ler a carta de Leslie Knope na íntegra, clique aqui.