Wrecked

Como seria Lost se Jack morresse no piloto?

Muito provavelmente seria como Wrecked promete apresentar. A nova comédia da TBS aposta na zoeira sem limites, no humor de bullying e no politicamente incorreto para fazer troça de uma das séries mais populares da história da televisão.

 

Do que se trata?

img_25333_001_1082_r_0

Wrecked tem um único objetivo em mente: “repaginar” a ideia geral da série Lost, mostrando com bom humor como seria a série se o “sr perfeito” tivesse perecido no piloto. Como que os sobreviventes teriam que se virar sem aquele que, teoricamente, era o mais capaz de ajudá-los na difícil missão de sobreviver em um local desprovido de recursos (ou nem tanto). Mais: como esse grupo sobreviveria liderado por três manés que só querem aparecer?

E é bem isso o que acontece: o humor escrachado é a tônica da série, onde as situações nonsense e absurdas aparecem aos montes. Sem medo de ser feliz (ou de ofender alguns fãs mais fervorosos da série da ABC), a comédia mostra como facilmente qualquer pessoa perderia o controle de suas emoções e o bom senso em um cenário de caos como o que eles se encontram.

Nada de frases prontas e inspiradoras, momentos de contemplação ao mar e “namastês” para acalmar os emocionalmente fracos. A realidade nua e crua é que a maioria faria o que fosse preciso para tirar vantagem. É claro que no final tudo pode terminar em festa e bebedeira, mas no dia seguinte eles continuam a buscar soluções para sobreviverem ou saírem da ilha. O que acontecer primeiro.

 

Vale a pena?

Wrecked tbs

Em perspectiva, eu achei Wrecked melhor do que Uncle Buck (ABC). As piadas contam com um timing melhor, são mais ágeis e se alinham melhor com a proposta geral da série. Lembrando que estamos falando de um humor completamente sem noção, ou uma comédia roteirizada por mentes que ainda estão na quinta série.

Não pense no crível nesse caso. Aliás, se você voltasse a sua mente para o crível, você não assistiria Lost de jeito nenhum (se eles não estavam mortos o tempo todo, como é que eles sobreviveram a um acidente aéreo que cortou um avião em três partes???… ah, deixa quieto, esse assunto já deu…). Logo, você precisa estar desprovido de preconceitos e de alguns critérios mais críticos para assistir a série.

Comédias dependem muito do seu texto e das situações criadas. No caso de Wrecked, esses dois elementos se mostram com um potencial considerável, onde seus personagens, apesar de caricatas em alguns momentos, conseguem alcançar o objetivo de divertir o telespectador. A série não cansa: os 20 minutos de episódio passam com certa facilidade, e para quem abraçar a ideia pode ficar com aquela sensação de ver o segundo episódio sem maiores receios.

No final das contas, Wrecked “é uma série para os fortes”. Reconheço que não é um humor para todo mundo. Os mais sofisticados vão achar a série bem idiota. Mas… me fez rir. O que posso fazer? Devo assistir mais alguns episódios para confirmar essa primeira impressão, e fazer a maratona caso ela realmente caia no meu gosto.

Afinal de contas, são apenas dez episódios. Que mal pode me fazer?