the-muppets-abc-topo

Os Muppets são considerados uma instituição da TV norte-americana. São carismáticos, fazem parte da infância de públicos de diferentes gerações, sempre foram garantias de bons índices de audiência… por que não fazer um mockumentário sobre esses personagens, como “pessoas físicas”, nos bastidores de outra produção televisiva? Sim, eu sei… parece viagem de drogado. Mas dessa forma temos a série The Muppets.

É o seguinte: estamos em um universo onde a ABC decidiu fazer um documentário sobre os bastidores do novo talk-show comandado por Miss Piggy. O programa vai receber uma visibilidade ainda maior, não apenas porque estamos falando dos carismáticos Muppets, mas porque recentemente Miss Piggy encerrou o seu relacionamento de longa data com o sapo Kermit (Caco), e o programa é a sua forma de mostrar que ela está seguindo em frente.

Porém, como todo mundo sabe, a vida do sapo Kermit nunca foi fácil. Não basta você ter como ex-namorada uma porquinha muito mais popular que você. A ironia do destino manda que o mesmo sapo Caco seja o produtor-executivo do novo programa de Miss Piggy. O resultado disso é bem óbvio: Kermit é o último a falar, e o primeiro a apanhar. Dela e de todo mundo no programa.

Os demais personagens do The Muppets Show fazem parte da equipe de produtores e roteiristas do programa, que trabalham duro para conseguir atrações para o show, ao mesmo tempo que precisam driblar o ego infladíssimo de Miss Piggy. E só pelo piloto já temos uma clara ideia que essa não será uma missão tão fácil. A temperamental porquinha não aceita qualquer um no seu programa, principalmente aqueles que, de alguma forma (mesmo que essa forma seja bem subliminar e apenas para ela), esteja relacionada direta ou indiretamente com o seu término com Kermit.

Também não ajuda muito o fato de Kermit já ter iniciado outro relacionamento, com outra porquinha que trabalha na equipe de produção.

Soma-se à isso as marcantes personalidades de todos os personagens do universo dos Muppets, e temos um talk-show totalmente imprevisível, e um documentário que pode revelar muito mais sobre eles do que qualquer um de nós poderíamos imaginar.

the-muppets

The Muppets é uma ideia de Bill Prady, co-criador de The Big Bang Theory (aka a comédia mais vista da atualidade), que há dois anos pensou em um mockumentary baseado nos personagens de Jim Henson. Logo, as expectativas eram altas para uma comédia de qualidade. E, de um modo geral, eles conseguiram alcançar o seu objetivo. O piloto funciona, sendo uma comédia com piadas leves e acessíveis para o público de todas as idades. As referências mais “pesadas” (por exemplo, confundir uma reunião de produção com uma reunião dos AA) são bem sutis, e os pais não precisam se preocupar com eventuais constrangimentos.

Mas o que torna The Muppets viável é que ela parece ser bem estruturada para que crianças e adultos possam assistir a série sem se sentirem perfeitos idiotas. Sim, pois estamos falando de marionetes. A série consegue fazer bem essa ponte porque todos os personagens que as pessoas conhecem há décadas mantiveram as suas personalidades, sem alterações bruscas. Isso reforça a ideia de que não são uma versão “hardcore” dos Muppets, mas sim os mesmos personagens que conquistaram as crianças do passado/adultos do presente.

Ao mesmo tempo, o texto e as situações apresentadas trabalham com as ironias da vida adulta, como a vaga no estacionamento com a foto gigante da ex, o cartaz daquela atriz famosa – que é a primeira coisa que você vê depois de terminar com o namorado, e isso marca você profundamente -, ou as dificuldades em conquistar os pais da nova namorada. Essas são situações típicas do universo dos adultos. E, como adulto, ver os Muppets encarando essas situações, acaba sendo tão inusitado, que torna tudo risível.

The Muppets não é aquela comédia que você vai terminar o piloto gargalhando, mas você vai rir por sacar as referências e ver como o mundo adulto, apesar de complicado, é divertido. A série começou com uma forte audiência na ABC, e pode dar certo por causa do carisma dos personagens, pelo horário que a série será exibida (e hoje vemos como eles acertaram em colocar no timeslot das 8 da noite, pensando em um público de todas as idades), e pela simplicidade da ideia de trazer personagens carismáticos para a vida adulta.

É cedo para dizer que é renovação segura. Mas pelo menos as expectativas de The Muppets ser uma das estreias mais esperadas da temporada se cumpriu. Quem sabe é uma das que devem se salvar na ABC em maio de 2016.