the-comedians-fx

Toda pessoa de bem deve saber rir das suas próprias desgraças. E é com essa filosofia de vida em mente que The Comedians, a nova comédia do FX, tenta oferecer 22 minutos semanais de vergonha alheia para o telespectador. E tudo patrocinado por uma lenda da comédia, e um novato promissor.

A série é praticamente uma obra semi-autobiográfica no formato de documentário fictício, onde Billy Crystal, um dos maiores nomes da comédia de todos os tempos, se vê obrigado a voltar para a televisão. Ele tem um projeto de série aprovado pelo FX, mas com uma condição: o canal entende que o programa vai fluir melhor se contar como co-protagonista o jovem comediante Josh Gad.

Cada um tem a sua própria desgraça para dar risada. Billy Crystal fez vários filmes de sucesso, e apresentou o Oscar por diversas vezes, mas fato é que ultimamente ninguém mais falava nesse moço, caindo no ostracismo. Josh Gad, apesar de participar de projetos de sucesso no cinema, já tem no seu currículo um retumbante fracasso, a comédia 1600 Penn (NBC), onde ele não só era protagonista, mas também produtor executivo e co-criador. E como vocês bem sabem, a série foi cancelada na primeira temporada.

Logo de cara, Crystal e Gad não encontram qualquer tipo de afinidade. O mais velho é um babaca escroto, que demite o diretor do fictício programa logo após o piloto produzido, tudo porque Gad improvisou uma piada que ele não gostou. Já o mais jovem é um babaca sem noção, com pouco conhecimento histórico sobre o seu ofício, mas tem toda a visibilidade que Crystal não tem hoje.

Logo, os atritos são inevitáveis, e as situações decorrentes desses atritos são simplesmente vergonhosas.

Olha, eu li algumas críticas negativas sobre o piloto de The Comedians, e no final das contas, até que não achei algo tão ruim assim. Veja bem, não estou dizendo que esta é a nova comédia que você vai passar a amar com todas as suas forças. Se você não vai com a cara do Billy Crystal ou do Josh Gad (ou dos dois), pode esquecer. Você vai simplesmente detestar, e nem recomendo que você veja o piloto.

Por outro lado, é possível compreender os objetivos do FX com a produção. Indo na pegada de 30 Rock (um pouco, nem tudo), The Comedians quer mostrar os bastidores de um programa de TV e, ao mesmo tempo, mostrar que a vida de comediantes não é algo tão feliz assim o tempo todo. Principalmente quando os dois comediantes passam por momentos complicados em suas vidas profissionais.

Outro ponto positivo da série é explorar os fracassos pessoais de Crystal e Gad na tela, mostrando que eles estão mesmo dispostos a rirem de si mesmos. Crystal por diversas vezes é mostrado como o velho decadente e esquecido, enquanto que Gad é lembrado por papéis que ele não fez, e pelo desastre que foi o 1600 Penn. Nesse aspecto, para aqueles que gostam dessa característica de combinar fatos reais com o humor sarcástico, vale a pena dar uma olhada.

Alguns momentos do piloto são um pouco constrangedores, mas nada muito ofensivo ou que me fizesse parar o piloto naquela hora. O piloto de The Comedians trata de forma direta com o constrangimento que é trabalhar com alguém que você não gosta, algo que é comum tanto na TV como em qualquer outro segmento profissional. Porém, nesse caso, tem o objetivo de mostrar como é possível fazer as pessoas rirem mesmo com esses conflitos internos.

No final das contas, eu não esperava nada de The Comedians, e o piloto me entregou alguma coisa. Recomendo que veja, mas com um pé atrás. Existe sim as chances de você não gostar. Mas… vai que, não é? Não custa nada dar uma olhada.