telenovela-nbc

A vibe latina da TV, na sua forma mais tradicional e debochada possível.

Alguém na NBC olhou com cuidado para o sucesso que Jane the Virgin (CW) estava fazendo, e imaginou que poderia dar certo criar uma série onde se tira um sarro absurdo das novelas hispânicas, que são relativamente populares nos Estados Unidos. E contar com a excelente ajuda de Eva Longoria (sem o Parker, porque esse cara rodou) pode ser decisivo para o futuro de Telenovela (antes Hot & Bothered), nova comédia da NBC.

Telenovela é uma das séries que a NBC decidiu exibir os dois primeiros episódios como preview, já que a temporada para valer só começa em 4 de janeiro de 2016. É uma boa estratégia para tapar o buraco da grade de programação do canal, uma vez que estamos em uma época do ano em que os norte-americanos gradativamente saem da frente da TV para ir aos shoppings fazer compras de final de ano ou visitar familiares em outras cidades.

Enfim, vamos ao que interessa.

Telenovela mostra os bastidores de… uma telenovela (dããã…) latina, e o dia a dia de atores e produtores desse tipo de entretenimento. Ou mais uma desculpa esfarrapada para a TV mostrar personagens atrapalhados e estereotipados, para a diversão de uma parcela da população. Vamos acompanhar tudo pela ótica de Ana Sofia Calderon (Eva Longoria), protagonista máxima da novela Las Leyes de Pasión. Sim, pois seu nome na novela é Pasión. Nada mais latino e brega, não é mesmo?

Ana não é essa atriz toda. Quase não tem falas em uma novela falada em espanhol. Aliás, ela não compreende o espanhol, mesmo sendo de origem latina. Tudo indica que está na novela por conta do seu sex appeal, de sua sensualidade, e porque galgou alguns degraus por conta de seus atributos físicos. De qualquer forma, sua vida de paz e tranquilidade na novela vai acabar com a chegada de Xavier Castillo (Jencarlos Canela), seu ex-marido, que é contratado para ser co-protagonista na novela.

O clima entre os dois esquenta rapidamente. Ana não quer perder o seu status de estrela maior, sem falar que não suporta as saliências de Xavier. Porém, acaba entendendo que a presença do ex se justifica como uma jogada de marketing para aumentar a audiência da novela, e segura as pontas… até um determinado limite. E o limite é: Xavier mostrando que seguiu em frente, e que não tem medo de mostrar isso para todo mundo. Principalmente para Ana.

Os colegas de trabalho de Ana são um capítulo à parte. O vilão da novela (Amaury Nolasco) é um ator excêntrico/maluco, sua melhor amiga/figurinista (Diana-Maria Riva) tem opiniões polêmicas sobre o comportamento de Ana, tem aquele melhor amigo gay que não pode faltar (Jose Moreno Brooks), que ironicamente interpreta o interesse amoroso de Pasión, pagando de pegador com barriga tanquinho, e a atriz rival (Alex Meneses), que era a protagonista da novela, mas que ficou velha, e perdeu espaço para Ana. Sem falar no roteirista da novela, que só consegue escrever bêbado, e sofre de amnésia alcoólica, se surpreendendo com tudo o que ele mesmo escreveu na noite anterior.

Telenovela é basicamente uma comédia besteirol, que não se leva a sério. E nem pode. Afinal de contas, o presidente do canal fictício é ninguém menos que Zachary Levi (Chuck, Heroes), o que mostra o nível da novela que eles apresentam. Bom, noves fora, até que a série se esforça em ser engraçada, brincando com todas as características de uma típica telenovela latina. Principalmente com o fato dessas produções serem as mais bregas da televisão.

Eva Longoria está… Eva Longoria. Sem tanto sotaque latino como era Gabrielle Solis em Desperate Housewives, mas sempre sexy. Alias, boa parte de suas piadas está ligado ao fato dela ser uma mulher gostosa. Até porque sua personagem é desprovida de talento, mesmo sendo muito popular junto ao público. E Longoria sabe muito bem como rir de si mesma, brincando com esse aspecto de sua carreira.

Aliás, uma das piadas que deixa claro que ela não tem problemas com isso é quando ela é colocada como mãe de uma das personagens novatas da novela. Aliás, vale a pena lembrar que Eva Longoria é uma das produtoras executivas de Telenovela, o que explica boa parte dos motivos da série existir.

No final das contas, é uma grande tentativa da NBC em tentar beber da mesma fonte da CW. Vai que cola? Vai que dá certo? Bom… o problema está na audiência da NBC, que já não sabe mais do que gosta em séries de comédia, não comprar de vez a ideia de Telenovela. Com isso, as chances da série flopar são consideráveis. Mesmo assim, para aqueles que tem uma mente aberta, e querem se divertir com o fator zoeira e escrachação em cima das bregas novelas latinas, Telenovela é uma boa pedida.

Pode não cair no gosto de todo mundo. Pode ser cancelada rapidamente. Mas… são apenas nove episódios, e dois já foram exibidos… por que não?