JOHN CHO, KAREN GILLAN

Confesso que após conferir o promo da nova comédia da ABC, fui ver esse piloto com os dois pés atrás. Tinha achado tudo bem sem graça, já que diferente de 99,99% das pessoas, eu não vejo Doctor Who, não sou apaixonado pela Karen Gillan e sua Amy Pond e acho o John Cho competente, mas nada demais também.

Sobre o que se trata a série? Nesse piloto somos apresentados a Eliza Dooley, uma mulher que é a personificação de milhares de jovens de hoje em dia, que são obcecados em ser famosos, vendendo suas vidas nas redes sociais em troca de “likes” e “followers”. Ela é uma verdadeira sensação no mundo virtual, que vê seu mundo cair ao ter um ataque de pânico em um avião após descobrir que seu namorado é casado. Após essa humilhação, Eliza percebe que sua popularidade e seus “amigos” virtuais são completamente ilusórios e que, na verdade, ela está sozinha.

Depois de tudo isso, ela decide mudar a forma egoísta como vê o mundo. E essa mudança passa pelas mãos de Henry, um mestre do marketing que tem problemas em lidar com as pessoas depois de um término de relacionamento. É claro que o encontro dessas duas pessoas tão diferentes vai criar toda uma tensão sexual que deve acabar em romance. E é exatamente aí que Selfie acerta, pois a química entre Gillan e Cho é muito boa e agradável de se ver.

Outro ponto interessante é a forma com que as redes sociais estão representadas, seja com um simbolo de uma delas ou com a cara da personagem principal em uma série de gifs hilários e, somado a isso, temos a divertida secretária Charmonique, que tem tudo para ser um dos melhores personagens secundários da série. Em tempos de estreias, Selfie passa na média, não é genial, mas também não agride a inteligência do espectador.