Narcos-Official-Netflix-Logo

Pablo Escobar. Quando fiquei sabendo que a Netflix iria fazer uma série baseada na história desse cara, eu confesso que não achei que poderia dar certo. Depois que vi o nome de José Padilha no projeto, comecei a me animar. E ver que Narcos é algo completamente diferente do que minha ignorância concebeu, é a melhor coisa que poderia ter me acontecido em 2015 no que se refere à televisão. E falo sério!

Narcos conta a história de um dos maiores traficantes de drogas da história. Pablo Escobar não só foi conhecido por estabelecer um império das drogas na Colômbia, mas principalmente por mostrar a engenhosidade para expandir as suas operações nos Estados Unidos. No começo da década de 1980, isso era considerado ousado demais, mas a mente de Pablo era tão à frente do seu tempo, que ele fez dar certo, usando como porta de entrada a cidade de Miami.

Com a droga tomando conta da cidade da Flórida, a polícia local – que até agora só estava preocupados com a maconha – vê a cocaína tomando conta de Miami. A criminalidade aumentando, e os casos de morte por overdose envolvendo a droga – inclusive com algumas ‘mulas’ de Pablo morrendo na tentativa de colocar a droga no país -. Um policial norte-americano do departamento de Narcóticos se interessa pelo desafio de destruir o império de Pablo lá dentro da Colômbia, algo considerado quase impossível, já que nosso protagonista praticamente mandava em tudo por lá.

Pablo só conseguiu a sua ascensão meteórica graças a uma cocaína de alta qualidade, que fatalmente deixaria os norte-americanos altamente dependentes. E isso aconteceu. Escobar viu o potencial de negócio do material, e desenvolveu um dos mais complexos e eficientes esquemas de transporte de drogas da história, onde a mesma entrava nos Estados Unidos sem deixar vestígios.

Ao longo da série, Narcos vai mostrar a ascensão e queda de Pablo Escobar, e como uma das histórias mais inusitadas do mundo do crime é apresentada ao mundo.

narcos-season-01

O piloto de Narcos é, talvez, o melhor de 2015. São 57 minutos que fluem naturalmente. A série adota o sistema de narrativa, onde o policial norte-americano descreve os fatos de forma quase didática, tornando os acontecimentos acessíveis para todos. O resultado disso é um excelente texto, que acompanha muito bem o formato de documentário que a série possui em vários momentos.

Aliás, tal narrativa torna Narcos uma experiência de alta qualidade, colocando o telespectador dentro dos acontecimentos, como alguém que é convidado a ver tudo de perto, e em alguns casos, de perto até demais. Mas não que isso seja ruim. Pelo contrário. O que mais chama a atenção na série é o tom de realidade que ela apresenta. Não ter medo de apresentar uma execução de várias pessoas, chacinas, consumo de drogas e derivados.

Narcos é uma das séries mais bem produzidas do ano. Gravada majoritariamente na Colômbia, temos várias cenas de externas, onde a Netlix não poupou dinheiro em esforços em oferecer a maior imersão possível ao telespectador. Tudo foi pensado nos mínimos detalhes, e visualmente falando, temos aqui uma experiência impressionante. É positivamente chocante ver como eles adaptaram com riqueza de detalhes a história de Pablo Escobar, e a ambientação de todos os cenários da história tem um papel fundamental para o sucesso da produção.

Nesse caso, temos que parabenizar também à José Padilha, que mais uma vez mostrou a sua competência em uma produção televisiva. Apesar de Wagner Moura não ser visualmente parecido com Pablo Escobar, isso não tem muita importância, pois ele está muito bem no papel. Alias, a série aparenta ter um elenco equilibrado, o que só ajuda no sucesso da série.

Narcos oferece um resultado final excelente. É uma série envolvente, com uma estética impressionante, um texto ótimo, e uma agilidade mais do que necessária para contar esse tipo de história. Pode ser a série que vai colocar Pablo Escobar ao lado de outros grandes criminosos da história da humanidade. Não que ele já não estivesse. Mas acho que só agora o mundo vai conhecer a sua história com riqueza de detalhes.

Obrigado por mais uma graça alcançada, Netflix!