the-mccarthys-cbs

Faz tempo que eu não faço essa coluna. Logo, nada melhor do que voltar em ‘grande estilo’, comentando o piloto de The McCarthys, nova comédia da CBS que combina o esporte, um gay, e uma comédia familiar. Mas… será que funciona? Hum…

The McCarthys conta a história de Ronny (Tyler Ritter), um homem de 29 anos de idade, que tem um plano: sair de Boston, onde vivia o tempo todo sob a atenção dos seus pais e irmãos para buscar outros horizontes em Providence, onde inclusive ele poderia encontrar alguém para amar. Sim, pois não basta ser gay: tem que ter os seus pais te atrapalhando nos encontros. Os planos de Ronny mudam quando o assistente técnico do seu pai, que é treinador de um colégio local, morre.

E a melhor ideia do seu pai é colocar Ronny, que entende de esportes tanto quanto eu entendo de física quântica, como o seu assistente. Até mesmo para segurar o filho em casa. Ok, esse é um motivo, já que a mãe de Ronny – louca de pedra – inventa 327 desculpas para convencer o seu ‘filho preferido’ a ficar em Boston.

Porém, o que faz com que Ronny decida ficar junto da família é a gravidez da irmã, cujo pai é o assistente técnico recém falecido. Pelo fato de não querer ver sua irmã enfrentando essa barra de vida sozinha – e porque sua família fez um ‘bar gay’ na sua festa de despedida -, o rapaz decide ficar, para contribuir com as duas situações pendentes. Afinal de contas, ‘é uma família muito unida, e também muito ouriçada’.

Me surpreende a CBS apostando em uma série que possui um apelo/argumento tão fraco como The McCarthys. Não me entendam mal: a ideia de colocar uma família tradicional na tela, com valores tradicionais, mas que aceitam numa boa um filho gay é algo excelente. Porém, muito mal executada. Mesmo com a interessante alternativa de engravidar a filha da família para manter Ronny em Boston.

A maioria das piadas são fracas. Você ainda ri de uma ou outra coisa na série (aliás, o melhor do piloto são os pais de Ronny – Marjorie e Arthur -, que receberam as melhores falas e piadas), mas diferente do que o Sacer e o Fabiano disseram sobre o piloto de bosta de Cristela, eu tenho plena consciência que The McCarthys deixa a desejar no quesito humor. Sem falar que os demais coadjuvantes também deixam a desejar. Fica difícil acreditar – baseado no piloto, é claro – que a série pode ter algum progresso. Talvez por conta dos plots já iniciados. De qualquer forma, entendo que a CBS precisava de sua comédia ‘familiar tradicional’, e no final das contas, eles entregam algo como ‘é o que temos para hoje’.

Não é um piloto que me comprou, e apenas acompanha a fraca safra de comédias estreantes na temporada 2014-2015. Entendo que vai ter que melhorar muito para se salvar em um canal tão exigente com os índices de audiência da CBS. Vamos aguardar. Mas se você pretende ver o piloto de The McCarthys, você tem duas alternativas: ou assista quando você estiver com MUITO BOM HUMOR NO CORAÇÃO (foi o meu caso), ou assista ciente que as chances da série te desagradar são consideráveis.