Enlisted-FOX

A Fox tenta encontrar o seu caminho nas noites de sexta-feira. Enquanto suas séries de Sci-Fi/Fantasia estão em pausa, eles experimentam uma nova comédia, Enlisted. Pelos índices de audiência da estreia, poderíamos dizer que o teste foi mal sucedido logo de cara. Mas não vamos nos ater aos números, que são frios. Vamos tentar identificar onde a comédia militar “escorrega no cano do canhão” (metáfora péssima essa…).

Enlisted conta a história de três irmãos, com perfis bem diferentes, mas que em comum, está a paixão pelas fileiras militares. Pete Hill (Geoff Stults) sargento de elite do Exército dos Estados Unidos. Um dos mais preparados homens de combate, mas que acaba indo para a Flórida, ser supervisor de um programa de novatos que nem soldados são (também conhecido como “vila dos f*d*dos”).

Nessa divisão do Exército (que nem o Exército reconhece direito), estão os seus dois irmãos mais novos. Derrick (Chris Lowell), mais festeiro e piadista, e Randy (Parker Young), o irmão mais novo, mais empolgado com o ofício de ser um soldado, e consequentemente mais imbecil para todas as atividades envolvidas no serviço militar. Juntos, os irmãos Hill vão relembrar os velhos tempos de infância, e “armar altas confusões nesse exército do barulho”.

É claro que Pete vai encontrar a sua “tensão sexual” em forma de sidekick, com a Sargento Jill Perez (Angelique Cabral), e o “chefe” que quer complicar a sua vida (mas no final das contas, é seu amigo), Donald Cody (Keith David). A missão de Pete é dirigir a tal divisão de soldados desajustados (incluindo os seus dois irmãos), com o sonho de algum dia ter a chance de voltar ao Afeganistão. Algo que, segundo ele mesmo, é melhor do que viver com esses malucos.

O piloto de Enlisted é até bem intencionado, mas não é aquela série que pode despertar em você o desejo de assistir ao próximo episódio de forma imediata. Você até dá algumas risadas com algumas piadas aqui e ali, mas não é nada de muito espetacular. Se bem que, com essa midseason, não estou esperando algo lá muito incrível em termos de comédia. Me fazendo rir, está bom.

No final das contas, Enlisted parece um filme da Sessão da Tarde em formato de um episódio de série de 20 minutos. Não é pior do que We Are Men, por exemplo (e isso pode ser considerado uma vitória), mas também não é aquela série que pode revolucionar as noites de sexta na Fox. Provavelmente não vai vingar na grade do canal da raposa, por isso, eu digo para você “não se apegar”.

De qualquer forma, não deixa de ser uma tentativa. Talvez a série esteja no seu dia errado na semana. Ou talvez ela não seja grande coisa mesmo, destinada ao cancelamento. Só o tempo vai dizer.