aprendiz o retorno 00 Primeiras Impressões | Aprendiz   O Retorno (Record, 2013)

“E esse foi o par ou ímpar mais infeliz de sua vida… por isso, você está demitida!”

Quando você ouve frases de impacto como essas, você pode dizer para você mesmo: “Roberto Justus está de volta!”. Olha, podem me julgar, mas a franquia O Aprendiz, mesmo desgastada e caída, ainda é uma das mais divertidas sacadas no mundo dos realitys, e estou realmente muito feliz em ver que o verdadeiro dono do programa está de volta. Roberto Justus, aquele robô travestido de empresário bem sucedido, está de volta para arrancar a cabeça dos incompetentes, que agora, tem uma segunda chance de mostrar o que (não) são capazes de fazer, em Aprendiz – O Retorno.

Sempre achei Roberto Justus melhor que Donald Trump no papel de apresentador de O Aprendiz. Acho que até o próprio Trump acha isso. E muito do sucesso do programa no Brasil era por causa de Justus. Tanto, que quando ele deixou o programa no auge, sua audiência era estrondosa nos finais de temporada. Aí veio João Dória Júnior, com aquela cara de almofadinha, com a mesma agressividade de um Rubens Barrichello, e o programa despencou, com o projeto sendo cancelado por algum tempo.

O tempo passou, Roberto Justus voltou para a Record, o seu talk show “Roberto Justus+” sobrevive, mesmo sem conhecer ninguém que o assiste, e com uma boa quantia de dinheiro e patrocinadores fortes, decidiu voltar a fazer o que ele melhor sabe: demitir pessoas incompetentes. Aliás, a incompetência que promete aparecer de forma latente nessa temporada, uma vez que estamos falando de derrotados das temporadas anteriores.

São 16 competidores que já foram demitidos por Justus nas sete temporadas que ele apresentou o programa, que disputam um generoso prêmio de R$ 1 milhão e um salário de R$ 20 mil por um ano em uma das empresas do apresentador. A mecânica do programa permanece a mesma: uma tarefa, aprendizes se estapeando para produzir resultados, uma equipe vencedora que leva um prêmio, a equipe perdedora na sala de reuniões para um acusar o outro de ineficiente, e Roberto Justus ao final, dizendo “você está demitido(a)”.

aprendiz o retorno 01 Primeiras Impressões | Aprendiz   O Retorno (Record, 2013)

Apesar da inusitada cena de Roberto Justus passeando tranquilamente por uma 25 de março lotada, abraçando populares e perguntando preço de tênis falsificado, Aprendiz – O Retorno apresenta a mesma fórmula que pode divertir aqueles que buscam ver outras pessoas sendo demitidas (seguindo a premissa do “pimenta nos olhos dos outros é refresco”), ou até mesmo para alguns que podem aprender alguma coisa sobre “como não fazer” nas estratégias comerciais.

É evidente que você não sai nenhum especialista em marketing empresarial ou economia ao assistir um programa como O Aprendiz, mas ao menos você pode ver um pouco de como as coisas funcionam. Ter uma vaga ideia entre a diferença de uma estratégia bem sucedida, e uma burrada do tamanho da Avenida Paulista. Na verdade, as coisas são um pouco romantizadas em O Aprendiz, pois no mundo real, se metade de uma equipe não consegue produzir dinheiro em 24 horas, enquanto que a outra metade consegue pelo menos R$ 21 mil no mesmo tempo, a metade fracassada da equipe seria mandada embora imediatamente, na íntegra. Mas, enfim…

Para mim, é uma alegria ter um programa como O Aprendiz de volta na programação da TV brasileira. É menos degradante que outros realitys que estão no ar, pode ser bizarro na medida certa, e ainda tem Roberto Justus na sua pose de “Exterminador do Futuro empresarial” que tanto amamos. Vai já, Justus! Pé na bunda dos incompetentes!