marley-and-me-series

Antes do #mimimi, quero deixar claro: eu adoro o filme ‘Marley & Eu’. Não tenho nada contra o filme. Mas… enfim, a NBC fechou o comprometimento de um piloto de uma comédia single-câmera de uma série baseada no filme lançado em 2008, estrelado por Jennifer Aniston e Owen Wilson.

Quem assina o projeto é Jenny Bicks (Sex and the City) e o piloto será dirigido pelo diretor do filme, David Frankel. A série vai mostrar os acontecimentos a partir do ponto que o filme acaba, ou seja, a vida de John e Jenny Grogan na Flórida com os seus três filhos.

Se levarmos em consideração que Marley, o cão protagonista do filme, morre no final (vai te catar se você está reclamando de spoilers nesse momento – o filme estreou em 2008, e se você não assistiu até agora, lamento por você), você pode se perguntar: ‘como pode essa nova série ser uma sequência do filme?’Mas não se preocupe, pois a NBC tem a resposta para isso: os Grogans decidem adotar outro cachorro, e batizam o cão com o mesmo nome do falecido amigo.

A solução mais óbvia do mundo, convenhamos.

Deixando de lado a possibilidade que nem todas as famílias nomeiam o novo cachorro com o nome do antigo, e não considerando a possibilidade da série ter um bom roteiro e produção, eu pergunto: precisamos mesmo mexer em algo que está bom do jeito que está?

A criatividade da TV norte-americana foi para o ralo há tempos, e a próxima temporada já está recheada de projeto que são reboots e remakes de filmes, séries e até desenhos animados do passado. Tudo bem, eu entendo que esta é uma aposta segura, já que muitos dos que gostaram do filme devem ao menos se interessar em ver o piloto da série para descobrir exatamente do que se trata. Mesmo assim… certas coisas deveriam ser intocáveis.

Sem falar que os executivos, produtoras, roteiristas e outros envolvidos deveriam pensar um pouco mais no desenvolvimento de novas séries. Desse jeito, fazer televisão é ‘fácil’.

+info