davidbowie

Faleceu ontem (10) aos 69 anos de idade David Bowie, vítima do câncer. Bowie não é só uma grande influência musical. O britânico é uma influência artística das mais relevantes do século 20, permanecendo em evidência com trabalhos memoráveis durante quatro décadas.

Cantor, músico, produtor, instrumentista, compositor, arranjador, ator… foram vários os segmentos artísticos onde David Bowie inovou, imprimindo a sua personalidade, com uma voz e apresentação visual peculiares nos mais diversos estilos, indo do hard rock ao pop, passando pelo heavy metal, soul, funk, folk psicodélico e principalmente no glam rock.

Com 25 álbuns de estúdio – o último, Blackstar, foi lançado na semana passada -, Bowei vendeu 136 milhões de discos ao longo de sua carreira. Recebeu nove discos de platina, 11 de ouro e oito de prata no Reino Unido. Cinco de platina e sete de ouro nos Estados Unidos. Em 2004, a revista Rolling Stone o posicionou no posto 39 na lista dos 100 artistas de rock mais importantes de todos os tempos, e na posição 23 na sua lista dos melhores cantores de todos os tempos.

Também é interessante a sua passagem pela sétima arte, depois de realizar estudos de teatro vanguardista. Premiado pela sua atuação no filme “O Homem Que Caiu Na Terra” de 1976, David Bowie atuou no cinema e no teatro em vários papéis, sendo um dos últimos a interpretação do físico Nicola Tesla no filme “O Grande Truque”, de 2006.

 

Bowie

O que fica é a música, a obra e a arte de David Bowie. Um legado que será eterno.