emmys_0

A Academia de Artes e Ciências Televisivas anunciou as mudanças nas suas regras para o Emmy Awards 2016. E as novidades são excelentes para os streamers ou produtores de vídeos de formato curto.

A partir da edição desse ano, o Emmys vai dar mais atenção para as emergentes plataformas digitais, adicionando novas categorias de vídeos em formato curto e expandindo a sua definição de gêneros, incluindo mais projetos vindos de plataformas como Maker Studios, Fullscreen, Crackle, AwesomenessTV, YouTube Red e Adult Swim. Além disso, a Academia expandiu as categorias de roteiro e direção em séries de comédia e dramáticas de cinco para seis indicados, além de outras mudanças.

A mudança visa reconhecer o grande volume de produções de qualidade nas plataformas digitais, e as mudanças são apenas o primeiro passo. Aliás, o Emmys  2016 vai além: pela primeira vez na história teremos alguma categoria que terá a votação da audiência, que tem como principal característica o explícito entusiasmo com os produtores de conteúdo online.

As novas categorias incluem: melhor ator e atriz em séries de formato curto, melhor série de formato curto, melhor programa de variedades, e a redefinição de duas categorias já existentes – melhor série de comédia e dramática em formato curto, e melhor reality e/ou série de não-ficção em formato curto.

Não será difícil encontrar indicados para essas categorias, cujas séries são definidas como produções com no mínimo seis episódios por temporada, com episódios de 15 minutos ou menos, exibida via TV aberta, via cabo, satélite ou internet. A Academia também já havia confirmado que a cerimônia do Creative Arts será dividida em dois eventos diferentes, não só para não cansar todo mundo, mas também para acondicionar as novas categorias.

Sobre a expansão do número de indicados nas categorias de roteiro e produção, a Academia entende que a medida era necessária, uma vez que o número de cinco indicados era um tanto quanto antiquado. A decisão acontece um ano depois das categorias de séries dramáticas e de comédia expandirem o seu número de indicados de seis para sete.

Uma mudança afeta todas as categorias: o fim da escolha por ranqueamento na votação final do Emmys (a votação que define quem vai levar a estatueta).

Antes, os votantes ranqueavam suas escolhas, do primeiro para a sexta ou sétima escolha, em ordem de preferência. Agora, os votantes vão simplesmente votar no vencedor. Se um empate ocorrer, o indicado com o maior número de votos na fase de indicação será o vencedor).

Um processo em duas fases para as indicações para as categorias de efeitos especiais e visuais também foi adicionada, e a categoria de melhor figurino para programa de variedades, não-ficção ou reality não será mais composta por um júri, para que assim possamos ter pelo menos cinco indicados. A categoria de melhor direção de programa de variedades foi dividida em duas (talk shows e programa de esquetes).

Por último, mas não menos importante (e, atenção canais espertinhos): a partir desse ano, para o Emmy Awards, UMA SÉRIE REGULAR É UMA SÉRIE REGULAR, não podendo mais ser deslocada para a categoria de limited series ou minissérie quando a sua encomenda de episódios é reduzida.

As mudanças não alteram aquelas estabelecidas pela Academia no ano passado (divisão da categoria de variedades, definições para o que é considerado uma série de comédia ou drama, etc). Todas as alterações coincidem com o novo sistema de votação online, algo que será repetido esse ano quando o processo de indicações ao Emmys 2016 começar, em 13 de junho.

Via