netflix-logo

O nível de crescimento do Netflix nos últimos meses em comparação com os demais serviços de streaming de vídeo disponíveis é algo simplesmente incomparável. Eles estão muito à frente dos demais. Tanto, que conseguiram recentemente superar ninguém menos que a HBO em volume de assinantes nos Estados Unidos.

Segundo a Bloomberg, o serviço de streaming de vídeos alcançou a marca de 30 milhões de usuários pagos nos EUA em 30 de setembro de 2013. Nesse dia, a HBO contava com aproximadamente 28.7 milhões de assinantes. A notícia é importante por um simples motivo: nos Estados Unidos, a HBO detém o título de canal de pacote “premium” da TV paga mais visto da TV tradicional.

O segredo do Neflix (que não é segredo para ninguém) é expandir a sua oferta de streaming com o conteúdo dos canais tradicionais de TV, além de investir em suas próprias séries originais. O CEO da Netflix, Reed Hastings, acredita que a empresa pode crescer ainda mais no mercado doméstico, estimando uma margem de assinantes que varie entre 60 e 90 milhões de norte-americanos. Nesse momento, ele acredita que já conta com, pelo menos, 50 milhões de assinantes ao redor do planeta (porém, os dados oficiais da própria Netflix apontam para uma marca de 40 milhões de usuários globais).

No terceiro trimestre de 2013, o Netflix adicionou aproximadamente dois milhões de assinantes na sua conta. No quarto trimestre, os analistas esperam que esse número dobre (4.2 milhões), mostrando um futuro promissor para esse serviço. Se valendo da vantagem de não se limitar à TV, e podendo ser utilizado em smartphones, tablets, computadores e dispositivos como o Roku ou Apple TV, o número de usuários pode aumentar mais rapidamente, justamente por causa dessa flexibilidade de uso.

O próximo passo da Netflix? Fechar as parcerias com operadoras de internet de alta velocidade, com o objetivo de oferecer o aplicativo do Netflix nos set-top boxes dos clientes, e se tornando ainda mais presente nos lares norte-americanos.

Via Electronista, Bloomberg