prison-break-jumpsuit

Agora vai! Agora é pra valer! A Fox confirmou oficialmente o que o TVLine informou no começo de junho: Prison Break volta para a grade da Fox em 2016, em formato de event series. O anúncio foi feito pelo co-CEO do canal, Gary Newman, durante o Television Critics Association summer press tour.

A série volta para 10 episódios adicionais, trazendo os irmãos Michael Scoffield (Wentworth Miller) e Lincoln Burrows (Dominic Purcell). Dana Walden, a outra co-CEO da Fox, antecipa que será uma espécie de continuação dos eventos da temporada final da série (onde vale a pena lembrar que Scoffield NÃO MORREU – sua morte acontece tempos depois, no telefilme The Final Break, exibido em 2009), o que garante a volta dos irmãos Scoffield e Burrows.

Aliás, Newman afirmou que eles vão simplesmente ‘ignorar’ o telefilme, já que roteiristas e produtores encontraram ‘uma forma convincente’ de explicar por que alguns personagens ainda estão vivos e seguem suas vidas no universo da série. É… vamos ver se isso realmente acontece de forma que convença a audiência, o que é o mais importante.

Alguns dos personagens icônicos da série também voltarão, mas sem entrar em detalhes. Além disso, a limited series de Prison Break promete responder algumas das questões que ficaram em aberto no final da série. Dana afirma que todo o conceito da temporada vem do criador da série, e que eles vão pegar um ‘pequeno atalho’ de onde eles pararam (aka salto no tempo), mas que a Fox está satisfeita com tudo o que foi idealizado. E garante que os fãs ficarão empolgados quando verem esses personagens de volta.

Bom… empolgado, eu estou. Prison Break é uma das séries mais legais que eu já vi (eu quero dizer ‘legal’ e não ‘boa, espetacular, excelente’… entendeu, amigo leitor?), e minha vontade de ver de novo essa série só aumenta (exceto pela terceira temporada, onde nada acontece). Mas na minha cabeça, Michael Scoffield está morto. Qualquer coisa que contraria essa teoria ou tem que ser muito bem explicada, ou corre o sério risco de acabar com a mítica da série.

Bom, eles são muito bem pagos para responder essas questões. Logo, que o façam de forma que me convençam. Se caírem nas explicações esdrúxulas, podem ter certeza: nem todo o amor guardado em meu coração vai me impedir de criticar e muito a iniciativa da Fox.

Mas vamos aguardar. Enquanto isso, vou ver as temporadas em maratona.