fx_louie_rose_0506

Vamos chocar a sociedade cristã ocidental em um post? Claro que sim! Afinal, vamos falar de Louis C.K., dito ‘gênio da comédia’, protagonista/produtor/roteirista/criador/bombril da série Louie, exibida pelo FX, mas que está com status de ‘hiato indefinido’ pelo canal. Ou seja, não c*g*, nem sai da moita: não está cancelada, mas também não está renovada.

Esse tipo de status é um caso raro na TV norte-americana, que normalmente decide com antecedência qual é o futuro da maioria de suas séries, para o bem ou para o mal. Renovações e cancelamentos são anunciados ao longo da temporada, e em casos extremos e/ou de muita indefinição, os anúncios de determinadas séries são feitos ao longo do mês de maio, carinhosamente chamado por nós de ‘o mês do facão’.

Já no caso de Louie, a situação não é tão desesperadora assim para os fãs da série. A decisão de deixar o retorno da produção indefinido veio do próprio Louis C.K., que alegou querer se dedicar a novos projetos. Ele tomou a mesma decisão entre a terceira e quarta temporada da série, mas dessa vez, não só não há uma previsão de retorno para a sexta temporada, como nem mesmo uma confirmação se ela vai existir.

Logo, essa hipotética renovação pode não acontecer, e se for anunciada, pode levar meses ou até anos para ser produzida. Vale lembrar que Louis C.K. tem outros dois projetos engatilhados onde ele atua como criador e produtor: Baskets, que deve estrear em 2016, e Better Things, com encomenda recém anunciada.

O FX tem motivos para manter Louie no ar. Apesar de ter um gosto duvidoso (desculpa, turma PNC, mas eu não gosto do tipo de humor da série, e acho Louis C.K. um ‘Rafinha Bastos com grife’; não gostou? Pega eu!), a série recebeu seis indicações ao Emmy Awards 2015, incluindo as de Melhor Série de Comédia, Ator, Direção e Roteiro. Ou seja, dá uma baita visibilidade ao canal, e isso vem acontecendo nos últimos anos em que a série disputou essa premiação.

Sem falar que Louie é aclamada pela crítica (nem sempre) especializada, como uma das comédias mais diferentes, transgressoras e inteligentes da TV (de novo: é o que dizem, e eu não concordo com isso). Manter uma série dessas no ar com esse prestígio, mesmo que a sua audiência seja algo considerado ridículo, pode ser considerada uma vitória do FX.

Porém… até quando Louie pode continuar no ar? Será que já não deu?

A impressão que dá é que o próprio Louis C.K. não está mais tão a fim de seguir contando piadas sobre o como ele é fracassado na vida – ou não, dependendo do ponto de vista -. A prova disso está nos dois novos projetos engatilhados, e nas suas cada vez mais frequentes aparições em programas de TV. Sem falar nos projetos especiais, como apresentações de stand up comedy para a HBO, e a sua turnê pelos Estados Unidos.

Pode ser que estamos diante de um novo caso de ‘eles precisam saber a hora de parar’. Sei que tem gente que vai querer que a alma da minha mãe seja queimada no mármore do inferno, mas eu penso dessa forma: pare enquanto as pessoas ainda querem que você continue. E pare quando você tiver vontade de parar. Fazer uma coisa forçada pode ser um grande erro.

Se bem que sou suspeito para falar de Louie. Eu ainda acho aquilo tudo um grande erro. Mas, enfim… minha opinião não conta muito mesmo.