lea-michele-cory-monteith

O show tem que continuar. E Lea Michele decidiu quebrar o silêncio sobre um dos episódios mais tristes de sua vida. Na véspera da estreia do episódio de tributo à Finn Hudson (Cory Monteith) de Glee (Fox), a atriz deu a sua primeira entrevista depois da morte do namorado e colega de elenco.

Na entrevista dada ao TV Week Australia, ela explica por que decidiu retornar ao trabalho logo após a tragédia. Com a palavra, Lea Michele.

Para mim, pessoalmente, eu perdi duas pessoas: Cory e Fimn. Nós fizemos um belo memorial para Cory no auditório (onde Glee é gravada), e alguns membros do elenco cantaram e falaram a respeito dele. Nós só sentimos que era certo fazer a mesma coisa por Finn (voltar ao trabalho), e eu senti que isso foi muito terapêutico. Todos acabam se perguntando: ‘É difícil fazer isso? É difícil voltar ao trabalho?’ A verdade é que é mais difícil no trabalho do que na vida. Então, podemos muito bem ficar todos juntos, como uma família, apoiando-se mutuamente, e passar por isso juntos.

Michele ainda dedicou algumas palavras para expressar o que sentiu nos primeiros dias sem Monteith: “Eu acordei todos os dias me sentido como se estivesse envolvida em algum tipo de feitiço, ou algo assim, mas penso em como tive a sorte de tê-lo em minha vida. Não havia homem mais incrível que Cory, então, pelo tempo que ficamos juntos, eu me considero muito sortuda”.

O episódio de tributo à Finn Hudson em Glee estreia amanhã (10) nos Estados Unidos.

Via TVLine