cory-monteith

O relatório que conclui a investigação da causa da morte do ator Cory Monteith, feito pela polícia canadense, foi divulgado hoje (02). O ator faleceu no dia 13 de julho, em um hotel em Vancouver (Canadá), aos 31 anos de idade.

O documento apenas detalha o que todos já sabiam: o ator faleceu em virtude de uma acidental e letal dose de “heroína intravenosa, combinada com a ingestão de substâncias alcoólicas”. Cory foi encontrado inconsciente no chão do quarto do hotel onde estava hospedado, depois que o horário de check-out expirou.

Foram encontrados no quarto do hotel, junto ao corpo de Monteith, itens característicos para o consumo de drogas, como uma colher com resíduos de substâncias entorpecentes e uma agulha hipodérmica, além de duas garrafas de champanhe vazias e taças. Já o exame toxicológico revelou que Monteith tinha uma quantidade de álcool de 0.13%, além da presença de morfina, codeína e de um metabólico da heroína composto de morfina.

O relatório observa que um usuário regular de heroína acaba desenvolvendo uma tolerância para uma quantidade razoável de consumo da droga, mas quando a pessoa se abstém dessa substância por um longo período de tempo, a sua tolerância à droga é reduzida, e o consumo em quantidades menores podem gerar consequências fatais.

Cory Monteith já havia ido para a reabilitação aos 19 anos de idade, e ao longo da quarta temporada de Glee, ele se afastou da série para mais uma vez buscar um tratamento.

O relatório (em PDF) está disponível aqui.

Via TV Guide