Episode 512

Você está preparado?

Todo mundo (ok, nem todo mundo, mas pelo menos muita gente) sabe que quem está por trás de Homeland (Showtime) é o mesmo time que criou e produziu 24 Horas (Fox) por nove temporadas. Um time que é encabeçado por Howard Gordon. As similaridades entre as duas séries são bem perceptíveis, não tanto no formato (já que 24 tem o argumento de contar uma história em tempo real), mas na estrutura narrativa e, principalmente, nos famigerados plot twists.

Por conta disso, é fácil explicar o seu sucesso. Quem gostou do tipo de história sob a perspectiva do anti-herói Jack Bauer muito provavelmente vai gostar de acompanhar as desaventuras em série de Carrie Mathison. Digo “muito provavelmente” porque tem gente que gostou de 24 Horas e abandonou Homeland depois de um episódio inteiro de Carrie fazendo de tudo para matar “acidentalmente” o seu filho. Mas isso não vem ao caso agora.

Fato é que, com uma possível renovação dupla para as temporadas 7 e 8, Homeland alcança a mesma longevidade de 24 Horas, inclusive com um adiamento de uma temporada para outra. E na mesma sexta temporada, assim como aconteceu na série do Jack Bauer. Se bem que, dessa vez, a mudança não é por conta de uma greve de produtores e roteiristas, mas sim por uma estratégia do Showtime em exibir a série em janeiro de 2017 (durante a fall season, o canal vai exibir a sétima temporada de Shameless).

O motivo para o delay pode estar na necessidade de uma produção maior (já que a sexta temporada se passa em Nova York), além de um maior desenvolvimento do plot principal da temporada (que acontece durante os período de dois meses entre as eleições e a posse do novo presidente dos Estados Unidos). Alex Gansa, outro responsável pela série, já disse que a trama dessa vez uma complexidade maior, abordando diferentes interesses pela competição do poder, mostrando um perigoso período na democracia norte-americana.

De qualquer forma, a pergunta que fica é: Homeland tem fôlego e história para contar até, pelo menos, 2019? A própria 24 Horas quase sofreu do mal da longevidade, e se obrigou a se reinventar, “aposentando” Jack Bauer para poder se oxigenar. Por quanto tempo teremos as missões de Carrie no ar? Não sabemos. Bem conhecemos a ganância do Showtime nesse aspecto.

Só espero que essa mesma ganância não atrapalhe o legado de uma série que, com altos e baixos, ainda está com crédito junto aos seus fãs.