hugh-dancy-mads-mikkelsen-naka-choko-hannibal-nbc

A NBC anunciou oficialmente o cancelamento da série Hannibal. A terceira temporada da trama de Bryan Fuller – em exibição nos EUA, com fim programado para o mês de agosto – será a última.

A informação foi divulgada pelo TVLine e confirmada pelo próprio Bryan Fuller em comunicado, onde ele afirma que ‘a NBC ofereceu uma série que nenhum outro canal ousou aceitar, mantendo a produção no ar por três temporadas, mesmo com baixas audiências, mas mantendo o compromisso de oferta de uma produção diferenciada’.

Fuller também enalteceu os esforços do canal para manter Hannibal na grade de programação, agradecendo a presidente da NBC, Jen Salke, pela ‘incrível parceria e suporte criativo’. Por fim, ele deixa pistas que novas produções no canal do pavão podem estar por vir (já que ele espera pela sua ‘próxima refeição’ no canal).

A NBC também emitiu um comunicado, afirmando que ‘todos estamos orgulhosos pelas três temporadas de Hannibal’, destacando a equipe de roteiristas, produtores e elenco, que entregaram uma incrível experiência para os fãs ao redor do planeta.

Por outro lado, o cancelamento de Hannibal não pode ser visto como uma surpresa, se olharmos para a audiência que a série sempre deu ao longo de três temporadas. Algo que se tornou crítico na atual temporada: o episódio exibido nos EUA no dia 11 de junho registrou o recorde negativo de 1.7 milhão de telespectadores, com demo 18-49 anos de apenas 0.5.

Olhando de forma fria, a NBC está de parabéns por manter no ar uma série com elevada qualidade, mesmo com uma audiência tão baixa. Seguindo essa teoria, Hannibal durou demais para os padrões de audiência de hoje. Mas durou três temporadas que com certeza agradaram os seus fãs.