GREY'S ANATOMY - "Time Stops" - The doctors of Grey Sloane Memorial Hospital are forced to put their emotions aside when a catastrophic event occurs, on "Grey's Anatomy," THURSDAY, MAY 7 (8:00-9:00 p.m., ET) on the ABC Television Network. (ABC/Mitchell Haaseth) ELLEN POMPEO

Tragédia pouca é bobagem em Grey’s Anatomy (ABC), e vocês sabem muito bem disso. Também sabem que Meredith Grey (Ellen Pompeo) tem o diagnóstico precoce do Mal de Alzheimer, algo que fica implícito desde a primeira temporada, e que se torna oficial ao longo da série.

Com a chegada da 12ª temporada, podemos estar diante do início da maior batalha da vida de Meredith. Por diversas temporadas, Shonda Rhimes e sua equipe de roteiristas preparam a personagem para o desenvolvimento da doença, algo que pode ter sido mais eloquente na 11ª temporada, mas como ficamos embasbacados com a morte (descartável) de Derek Shepherd (Patrick Dempsey), nem prestamos atenção direito para isso.

Recapitulando…

Os primeiros passos

Na 7ª temporada, Derek iniciou os seus estudos para o tratamento clínico do Alzheimer, temendo que Meredith desenvolvesse a doença, tal como aconteceu com a mãe dela, Ellis Grey. A série trabalhou com a ansiedade da própria Meredith, que se esquecia de pequenos detalhes cotidianos, o que despertou o sinal de alerta de Derek para sinais precoces de demência, o que complicou um pouco o casamento dos dois na época.

Na 9ª temporada, Meredith se testou para a identificação do gene do Alzheimer, e teve resultado positivo para múltiplas marcas genéticas da doença. Desde então, a personagem passa por altos e baixos, incluindo alucinações onde ela se viu morrendo da mesma forma que a sua mãe.

As conexões com Ellis Grey

KATE BURTON

A vida de Ellis Grey foi um tema recorrente na 11ª temporada de Grey’s Anatomy. A frase ‘o carrossel nunca para de girar’ foi citada por diversas vezes, nos diversos flashbacks de Meredith, indicando como a vida dela e a da sua mãe são paralelas até aquele ponto.

Os flashbacks de Meredith sobre o incidente que provocou a tentativa de suicídio de Ellis – ela ter sido deixada por Richard (James Pickens Jr.) – ilustrava os seus problemas com Derek, mas em um nível diferente. Ellis só teve os seus problemas de deterioração mental em um estágio posterior. E a pergunta que fica é: será que Ellis Grey era realmente necessária para tornar a morte de Derek algo mais impactante?

É claro que não. Até porque Derek foi descartado da série por Shonda Rhimes. Eu e você sabemos disso.

Mas era necessário para reforçar a conexão de Meredith com sua mãe. Pode ser uma faísca acesa em uma fogueira que vai se queimar lentamente, causando estragos devastadores em sua vida.

As pistas deixadas por Maggie Pierce

A nova meia-irmã de Meredith, Maggie Pierce (Kelly McCreary), filha de Ellis com Richard, é mais uma que deixa referências claras sobre a ameaça de Alzheimer na nossa protagonista.

A primeira pista aparece no episódio 4 da 11ª temporada, quando Meredith finalmente aceita que Maggie é quem diz ser (sua meia-irmã), e decide compartilhar os estudos de Ellis com ela, que nunca teve contato com a mãe. Um desses materiais é um vídeo de Ellis aceitando um prêmio, e no final do seu discurso, ela se perde em sua fala – em um dos seus primeiros sinais da presença do Alzheimer.

Por que isso é necessário em uma cena onde duas irmãs estão se conectando, se não for para lembrar para onde que a história de Ellis Grey pode levar as duas?

Se isso não é o suficiente, Richard gasta a maior parte do episódio 16 da temporada com a paranoia de Maggie não saber que ela tem grandes chances de ter o gene do Alzheimer. E, apesar de ser adotada, ela mesma fez o mapeamento dos seus genes, e já sabia que tinha o tal gene. Por outro lado, Maggie – que sabia que era filha de Richard – estava preocupada com o fato de ter herdado o Alzheimer dele. E não era nada disso.

De novo… Ellis Grey.

Os contratos com a ABC

Ellen Pompeo

Paul Lee, presidente da ABC, disse nessa semana no evento de upfronts que a 12ª temporada ‘definitivamente não será a última temporada de Grey’s Anatomy’. Ótimo para a série. Nem tão legal assim para muitos fãs, que entendem que a série não tem mais o que contar (ou não querem ver o que virá a seguir, depois de tudo o que aconteceu nessa temporada). Uma péssima notícia para a própria ABC.

Tudo porque os contratos de muitos membros do elenco – incluindo o de Ellen Pompeo – expiram ao final da citada 12ª temporada. Então, se não é a última temporada da série, pode ser a última temporada de Meredith Grey, se Pompeo decidir não renovar com a ABC.

Dedicar uma temporada inteira para a luta de Meredith contra o Alzheimer pode ser uma grande saída para Shonda Rhimes – e mais uma morte em Grey’s Anatomy, quem sabe -. É um arco bem dinâmico para dar à personagem um plot poderoso, que vai além do luto por perder Derek. É uma forma de centrar a sua vida nela mesma, e dispensando a necessidade de Meredith ter um novo interesse romântico.

É praticamente um plano maligno de Shondão para que Ellen Pompeo seja indicado ao Emmy, ou algo do tipo. Sacou?

As pistas de Shonda Rhimes

Em janeiro de 2015, o The Hollywood Reporter perguntou para Shonda Rhimes se existia algum potencial plot para o desenvolvimento do Alzheimer em Meredith. A resposta de Shondão? “Sem comentários”. Shonda também comentou em sua conta no Twitter – enquanto meio mundo lamentava a morte de Derek Sheperd – que o season finale da 11ª temporada ‘também iria trazer lágrimas’.

Então… Meredith terá notícias devastadoras sobre a sua saúde? As respostas serão dadas a partir de hoje (14), com o season finale da 11ª temporada de Grey’s Anatomy.